Estudante russa, de 13 anos, que dizia que o pai do bebê era seu namorado de 10 anos, dá à luz após parto difícil

Ela afirmou que seu namorado, de dez anos, era o pai da criança. O caso ganhou as principais manchetes de todo o mundo pela idade do suposto pai.

de Redação Jornal Ciência 0

Uma estudante russa, de 13 anos, que afirmou ter engravidado de um menino de 10 anos, agora deu à luz uma filha. Darya Sudnishnikova ficou famosa depois de relatar o acontecido entre ela e seu namorado pré-adolescente Ivan.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

No entanto, ela revelou após meses que havia sido estuprada de forma horrível em sua cidade natal, Zheleznogorsk, por um adolescente de 16 anos.

Agora, Darya disse a seus mais de 350 mil seguidores nas redes sociais que ela passou por um “parto difícil” em uma clínica em Krasnoyarsk, na Sibéria, após vários hospitais não aceitarem fazer o seu parto. Ela ainda não compartilhou uma foto da criança – que nasceu pesando 4 kg e medindo 54 centímetros.

“É isso, dei à luz uma menina às 10 da manhã. Foi difícil, conto tudo depois, estou descansando agora”, escreveu em uma rede social.

A estudante – que se tornou uma celebridade virtual na Rússia durante as voltas e reviravoltas de sua gravidez que ganhou as páginas dos jornais – apareceu no horário nobre da TV alegando que Ivan, de dez anos, era o pai. Ele a apoiou na gravidez e continua sendo seu namorado.

Tragicamente, ela mais tarde revelou que havia sido estuprada e disse que Ivan era o pai porque estava com vergonha de compartilhar o abuso sexual. A polícia está investigando o caso e deve colher uma amostra de DNA da menina recém-nascida para confirmar a denúncia.

Ivan, agora com 11 anos, não pôde estar presente com ela no nascimento. Antes de dar à luz, Darya postou que o garoto não mora com ela, mas disse que “ele vai assumir a paternidade, dependendo de como tudo se passe entre nós”, mesmo tendo apenas 10 anos.

A jovem influenciadora digital revelou, recentemente, que foi ordenada a remover uma postagem sobre o alegado ataque sexual. “Escrevi um post sobre o pai verdadeiro, mas tive que deletar devido ao fato de que agora existe uma investigação (criminal)”, disse ela.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência