Sarmat: Rússia confirma que implantará Satan 2, míssil capaz de destruir países inteiros com único ataque

Satan 2 é tão poderoso que pode destruir todos os países do Reino Unido com um único ataque. O mesmo ocorreria com os 3 estados do Sul do Brasil mais o Rio de Janeiro, com apenas 1 míssil

de Redação Jornal Ciência 0

A Rússia anunciou que implantará o temível míssil Satan 2, também chamado de Sarmat, após anunciar na última quarta-feira (20/04), ter realizado com sucesso testes de demonstração de força e tecnologia.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Sarmat é um míssil balístico hipersônico extremamente poderoso. Com seu impressionante poder de alcance, pode atravessar continentes inteiros e atingir o alvo em quase qualquer lugar do mundo.

Não somente isso. Após disparado, Sarmat não pode ser detido por nenhum tipo de escudo antimíssil existente, de nenhum país. Isso coloca a Rússia em um patamar de domínio completo — e assustador — no cenário de armas intercontinentais.  

O teste foi comemorado por Putin após o míssil ser lançado do Cosmódromo de Plesetsk, base militar no noroeste do país e atingir a área de impacto de Kura — península de Kamchatka, extremo leste da Rússia.

Ao todo, 5.450 quilômetros foram percorridos. Essa distância é suficiente para atingir qualquer país da Europa Ocidental e os Estados Unidos, se for lançado do mesmo ponto.

Para que você possa comparar, a distância percorrida é superior a aquela entre Roraima e Rio Grande do Sul, que tem cerca de 4.100 km.

“Esta arma verdadeiramente única aumentará o potencial de combate de nossas forças armadas, garantirá de maneira confiável a segurança da Rússia contra ameaças externas e fornecerá o que refletir para àqueles que, no fervor da retórica agressiva frenética, procuram ameaçar nosso país”, disse Putin em comunicado à imprensa após o teste.

“Esse novo instrumento tem as mais elevadas características táticas e técnicas e é capaz de superar todos os meios modernos de defesa antimísseis. Não tem análogos no mundo e não os terá por muito tempo”, ressaltou o presidente russo.

Por que é tão perigoso?

Sarmat pode transportar várias ogivas, incluindo nucleares. A Rússia já sabia que o míssil era perfeitamente funcional porque realizou teste com ele em 2018.

O máximo alcance de Sarmat é de 18.000 quilômetros, pouco menos da metade da circunferência do planeta Terra e pode atingir velocidade de 24.000 km por hora.

Sarmat pesa 208 toneladas, tem 35,3 metros de comprimento com 3 metros de diâmetro e capacidade de armazenar 178 toneladas de combustível e transportar 1 ogiva nuclear gigantesca de quase 10 toneladas.

Especialistas dizem que outra estratégia pode ser usada: transportar 16 ogivas pequenas e 10 ogivas grandes, para fazer uma combinação de poder de ataque, de acordo com os especialistas militares consultados pelo jornal britânico Daily Mail.

Sarmat consegue transportar bombas capazes de destruir, com facilidade, todo o território do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte) em um único ataque. Esse poder devastador também poderia destruir facilmente toda a França com um único míssil.

Fazendo comparação com as áreas do Brasil, seria possível destruir completamente todos os três estados do Sul e o Rio de Janeiro (soma de metragem dos territórios) de uma só vez.

Rússia confirma implantar Samart

Segundo os analistas do Daily Mail, apesar do sucesso demonstrado no teste, a Rússia tem planos mais ambiciosos, e fará mais testes antes que seja implementado para possível ataque iminente — como estratégia de amedrontar toda a Europa e EUA.

Dmitry Rogozin, chefe da agência espacial Roscosmos, disse em entrevista à TV estatal Rossiya 1 que os mísseis serão implantados com uma unidade na região de Krasnoyarsk, na Sibéria, 4.600 km a leste de Moscou.

Fonte(s): Daily Mail Imagens: Reprodução / Ministério da Defesa da Rússia

Jornal Ciência