TOP 7 coisas urgentes que você precisa saber agora sobre a febre amarela

de Merelyn Cerqueira 0

A febre amarela (FA) é uma doença infecciosa febril aguda e que desde 2017 está em condições de surto no Brasil.

Ela é causada por uma espécie de arbovírus (que pode ser transmitido por artrópodes – como por exemplo os mosquitos) e, se não tratada, pode levar à morte em apenas uma semana, de acordo com o Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES).

Na lista abaixo, feita segundo informações da IBES, você confere sete informações essenciais sobre a doença

febreamarela

1 – Existem dois tipos de Febre Amarela

No Brasil elas são caracterizadas como febre amarela silvestre e febre amarela urbana. Embora o vírus responsável seja o mesmo, bem como a forma de manifestação da doença, sãos os mosquitos vetores a única diferença.

Enquanto a primeira é causada pelos mosquitos do gênero Haemagogus e Sabethes – que está só nas matas – a segunda é transmitida pelo Aedes aegyptii – aquele famoso que transmite a Dengue, Chikungunya e Zica.

2 – Qualquer pessoa pode contrair a doença

Qualquer pessoa que não tenha sido vacinada e viva ou visite áreas onde há transmissão da doença, corre o risco de ser infectada, independentemente da idade ou sexo.

3 – A Febre Amarela não é contagiosa e nem transmitida pelos macacos

A doença não é contagiosa, ou seja, não há risco de transmissão de pessoa para pessoa. Ela é transmitida apenas pela picada de mosquitos infectados.

Ainda, é importante lembrar que OS MACACOS NÃO SÃO VETORES DA DOENÇA e, portanto, são tão vítimas quanto os seres humanos. Por isso, ainda que estejam infectados, eles não são capazes de transmitir a doença para nós ou outros animais.

Além de ser uma monstruosidade matar macacos, isso demonstra pura falta de informação, além de ser crime ambiental passível de prisão.

4 – A Febre Amarela pode matar em apenas uma semana

Os sintomas iniciais incluem febre de início súbito, calafrios, dor de cabeça, dores no corpo, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Em casos mais graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada na pele e olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência múltipla de órgãos. Estima-se que cerca de 20 a 50% das pessoas que desenvolvem a doença de maneira mais grave morrem.

5 – Pessoas infectadas servem como fonte de infecção por pelo menos 7 dias

Após a picada do mosquito, a doença demora cerca de 3 a 6 dias para aparecer, com os sintomas se estendendo por até 15 dias. A maioria das vítimas apresentam melhora logo após os sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% acabam desenvolvendo uma forma grave da doença.

Embora não seja uma doença transmissível pelo contato direto, uma pessoa doente pode servir como fonte de infecção para outros mosquitos vetores por pelo menos 7 dias (entre 24 a 48 horas antes do aparecimento dos sintomas e até 3 a 5 dias após).

6 – Você só pega Febre Amarela uma vez na vida

Nos casos em que há cura, a infecção confere à vítima imunidade duradora, o que significa que ela só poderá ter a doença uma única vez na vida.

7 – Tratamento  

Após identificar os sintomas, a pessoa deve procurar uma unidade de saúde e informar se esteve em áreas de risco nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas.

Não há um tratamento específico para doença, apenas para os sintomas.Recomenda-se evitar medicamentos como AAS e Aspirina (ácido acetilsalicílico), uma vez que podem favorecer o aparecimento de hemorragias.

Os médicos, que são os únicos que podem evitar e tratar a doença, devem estar atentos para quaisquer indicações de agravamento do quadro, a fim de evitar a morte do paciente.

Fonte: Ibes Fotos: Reprodução / Ibes

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência