Mulher indiana joga ácido no rosto de amante para fazê-lo passar por marido que havia assassinado

de Merelyn Cerqueira 0

Swathi, uma enfermeira de 27 anos, em cumplicidade com seu amante, o fisioterapeuta Rajesh, assassinou o próprio marido, Sudhakar Reddy, 32, que trabalhava como triturador de pedras, e enterrou seu corpo em uma floresta em Nawabpet, no distrito de Mahbubnagar, na Índia.

No entanto, para reivindicar os bens da vítima, o casal tramou um plano que chocou a polícia local. Swathi jogou ácido no rosto de Rajesh para que este se passasse por Sudhakar, segundo informações da Oddity Central.

No dia 27 de novembro, Sudhakar foi sedado pelo casal e assassinado a pauladas. Em seguida, teve o corpo descartado em uma floresta próxima. A mulher então, com o consentimento do amante, desfigurou-o para que este pudesse se passar pelo homem morto.

casal-indiano_2

“Sudhakar Reddy estava operando uma unidade de trituração de pedra. Ele se casou com Swathi, uma enfermeira treinada, e o casal foi abençoado com dois filhos”, disse o vice-superintendente de polícia de Nagarkurnool, Lakshmi Narayana, ao Times of India.

“Swathi encontrava Rajesh na fisioterapia, e eles começaram a ter um caso. A dupla sentiu que Sudhakar era um obstáculo no relacionamento e decidiu eliminá-lo. Eles criaram uma conspiração para garantir que Rajesh pudesse tomar o lugar de Sudhakar e até assumir o controle sobre as propriedades.

Rajesh foi levado para o Hospital Apollo, sob a alegação de que bandidos haviam provocado o incidente com ácido. No entanto, o irmão da vítima não acreditou na história, uma vez que Rajesh não abria a boca para não ser reconhecido e se recusava a denunciar o suposto ataque a polícia.

casal-indiano_1

O plano do casal era que Rajesh fizesse uma cirurgia plástica assim que se recuperasse, para que então pudesse tomar o lugar de Sudhakar como o marido de Swathi. Porém, a trama logo começou a se desenrolar quando a família de Sudhakar suspeitou da história.

Embora as queimaduras no rosto do amante estivessem se curando ele se recusava a falar. As suspeitas então foram confirmadas quando ele foi incapaz de identificar membros da família de Sudhakar e se recusou a comer uma sopa de carneiro, alegando ser vegetariano.

“Eles repetidamente perguntaram a pessoa ferida (Rajesh) na UTI sobre detalhes de membros da família. Ele não falava uma palavra, pois sabia que reconheceriam sua voz, e começou a escrever na palma da mão.

Como ele não conseguia dar detalhes, membros da família chegaram à conclusão de que ele não era Sudhakar Reddy”, disse Narayana. “A família então foi à polícia e apresentou outra queixa, afirmando que outra pessoa tomou o lugar de Sudhakar. Eles também expressaram dúvidas sobre Swathi”.

Swathi por sua vez, foi levada à delegacia para interrogatório. Ela confessou a farsa e o crime, revelando a localização do corpo do marido. A indiana então foi presa e acusada de assassinato, enquanto que Rajesh está esperando apenas a alta do hospital para ser entregue ao mesmo destino.

Fonte: Oddity Central Fotos: Reprodução / Oddity Central

 

Notícias diretamente no seu WhatsApp

Salve (61) 983026534, mande "oi" pelo WhatsApp e receba notícias, curiosidades e conteúdos incríveis do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar o número e enviar “oi” no WhatsApp para validar o cadastro. Em nenhuma hipótese enviaremos spam ou publicidade. Já são 25.550 leitores cadastrados. É gratuito!

Jornal Ciência