Gripe do Tomate: Nova doença viral desconhecida registra surto em 108 crianças na Índia; entenda o que se sabe até o momento

A doença foi confirmada após publicação científica na revista The Lancet informando as características da infecção que atinge crianças de até 9 anos

de Redação Jornal Ciência 0

Cientistas confirmam a existência de um “surto”, em recente publicação científica no periódico The Lancet (16/08), de uma nova doença que atinge crianças de até 9 anos de idade.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Os primeiros casos surgiram na Índia, no estado de Kerala, inicialmente em crianças menores de 5 anos. Até o momento, a infecção viral parece não ter características fatais, mas como qualquer gripe, foi classificada como bastante contagiosa.

Os pesquisadores afirmam que o vírus é desconhecido. Até ontem (21/08), o número oficial de infectados, no estado de Kerala, era de 82 crianças menores de 5 anos — diagnosticadas entre 6 de maio e 22 de julho deste ano, embora somente agora as informações foram divulgadas.

Já no estado de Odisha, 26 crianças foram infectadas com idades entre 1 e 9 anos, de acordo com informações do Centro Regional de Pesquisa Médica em Bhubaneswar. O total ultrapassa 108 crianças com a Gripe do Tomate, na Índia.

Controvérsias sobre a causa

Alguns pesquisadores acreditam que a Gripe do Tomate possa ser algum tipo de “efeito tardio ou posterior” da infecção por Chikungunya ou Dengue e não necessariamente um novo tipo de vírus, mas outros cientistas rebatem a teoria.

A dúvida surgiu porque os sintomas de infecção são semelhantes com as duas doenças, provocadas por vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, como febre, fadiga, dores pelo corpo e articulações.

Mas, alguns sintomas também têm semelhanças com outras doenças — como as erupções na pele — o que deixa os pesquisadores confusos para encontrar a resposta sobre qual vírus seria o causador da nova Gripe do Tomate.

O artigo científico da The Lancet é de autoria de três cientistas (dois indianos e um australiano). Ele cita que também é possível que a nova doença seja uma variante da famosa doença mão-pé-boca — altamente infecciosa provocada por vírus da família dos enterovírus, que atinge crianças entre 1 e 5 anos ou adultos imunossuprimidos.

Por que o nome “tomate”?

A doença não possui nenhuma conexão com o consumo ou contato com a fruta. Isso foi destacado no estudo pelos cientistas. O nome de “batismo” da nova doença veio por causa das erupções na pele, pequenas bolhas vermelhas dolorosas — que começam pequenas e podem crescer até atingirem o tamanho de um tomate.

Além de salientarem que não existem medicamentos ou vacinas para a nova doença, os cientistas disseram que existe necessidade de isolamento de até 7 dias, a partir do início dos sintomas, em pacientes suspeitos ou confirmados.

“Tal como acontece com outras infecções virais, outros sintomas incluem fadiga, náuseas, vômitos, diarreia, febre, desidratação, inchaço das articulações, dores no corpo e sintomas comuns semelhantes aos da gripe, que são semelhantes aos manifestados na dengue…”, diz declaração de um trecho do estudo.

Os cientistas fazem um preocupante alerta no estudo, afirmando que: “Dadas as semelhanças com a doença mão-pé-boca, se o surto de gripe do tomate em crianças não for controlado e evitado, a transmissão pode levar a sérias consequências, espalhando-se também em adultos”.

Por ser uma doença nova, com sintomas parecidos com outras doenças virais, após ser descartado Dengue, Chikungunya, Zika, Catapora, Herpes e Varíola dos Macacos, os médicos podem começar a suspeitar da nova Gripe do Tomate, caso ela se espalhe para outros países.

Fonte(s): Portal R7 / India TV News / The Hindu Imagens: Reprodução / The Hindu

Jornal Ciência