Homem compartilha sintomas horríveis da varíola dos macacos e pede vacina: “se salvem da dor”

de Redação Jornal Ciência 0

Um paciente, que passou pela experiência de ser infectado com a varíola dos macacos, comentou sobre os sintomas que considera “terríveis” e pediu que as pessoas tomem a vacina assim que possível.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Lake Javan, morador de Chicago, nos EUA, mostrou em detalhes aos seus seguidores no Twitter as características da doença, pedindo “se salvem da dor tomando vacina”.

Em uma de suas fotos, ele mostra como ficou um de seus dedos, que sangrava pela inflamação. Em uma selfie, ele mostra feridas abertas e escorrendo na bochecha e queixo — as famosas erupções.

Em seu tweet, Javan escreveu: “Então, se alguém pensa que a varíola dos macacos é uma piada — infelizmente não é… Gostaria de pular toda essa dor e possível cicatriz”. Ele acrescentou em resposta ao seu próprio tweet: “Isso não mostra as lesões dentro da minha boca e pequenas nos meus braços”.

Javan também contou como seus sintomas começaram: “Os sintomas começaram na quarta-feira passada: começando com calafrios extremos. Próxima, fadiga crônica e dores de cabeça, dores no corpo no nível da enxaqueca. Basicamente dormi por 5 dias seguidos — apenas me levantando para tomar um pouco de água e paracetamol”.

Ele acrescentou: “Quando não estava com calafrios, estava acordando em poças de suor, durante o estágio da doença, grandes inchaços cheios de pus se formaram no meu rosto e no interior da minha boca — no início mais feios e irritantes do que qualquer coisa, mas à medida que as coisas progrediram de estágio da doença, progrediram para níveis extremamente altos de dor e agora sangram em vez de pus”.

“Tornou-se quase impossível comer ou beber sem querer chorar. Quanto às lesões no resto do meu corpo, elas são menores e estão coçando muito no momento”, salientou.

Ele então explicou como estava com uma semana de infectado, já sabendo que a recuperação pode levar algumas semanas, podendo piorar os sintomas antes da melhora completa: “A próxima semana pode se tornar muito mais dolorosa”, disse ele.

“Quanto ao meu dedo — inicialmente os médicos pensaram que era uma paroníquia, infecção dos tecidos da unha, mas depois de cortar meu dedo eles encontraram pouco ou nenhum pus, apenas imensas quantidades de pressão que a varíola gerou, criando um hematoma no dedo. Atualmente, monitorando a infecção para evitar infecção generalizada”, disse.

O tweet de Javan não é o único depoimento sobre a aparência e consequência dos sintomas da varíola dos macacos. Existem diversos outros relatos, inclusive se alguns pacientes de Londres que estão expressando sintomas raros, não catalogados anteriormente sobre a doença.

Fonte(s): UNILAD Imagens: Reprodução / Twitter

Jornal Ciência