Primeira pessoa do mundo curada do HIV morre de câncer

Conhecido como “o paciente de Berlim”, ele lutava contra a leucemia há anos

de Redação Jornal Ciência 0

Timothy Ray Brown, que fez história como “o paciente de Berlim”, a primeira pessoa curada da infecção pelo HIV, morreu de câncer em casa, na última terça-feira (29), aos 54 anos.

A notícia foi dada pelo seu parceiro, Tim Hoeffgen, em uma rede social. O casal morava na Califórnia, EUA.

O “paciente de Berlim” lutava há muitos anos contra uma leucemia que persistia em voltar. Ele chegou a receber transplantes de medula óssea e células-tronco em 2007 e 2008, que pareciam ter eliminado tanto a leucemia quanto o HIV – o vírus que causa a AIDS.

“Timothy simbolizou que é possível, em circunstâncias especiais, livrar um paciente do HIV – algo que muitos cientistas duvidavam que pudesse ser feito”, declarou o Dr. Gero Huetter, o médico alemão que liderou o histórico tratamento de Brown.

A Sociedade Internacional de AIDS, que teve Brown falando em uma conferência após seu tratamento bem-sucedido, emitiu um comunicado lamentando sua morte e agradecendo-o por promover pesquisas para encontrar uma cura.

O início do que parecia ser impossível

Brown trabalhava como tradutor em Berlim, quando foi diagnosticado com HIV e, mais tarde, leucemia.

Os transplantes são conhecidos pela eficácia em tratar o câncer de sangue, mas o médico Dr. Huetter queria tentar curar a infecção pelo HIV também usando um doador com uma mutação genética rara que dá resistência natural ao vírus.

O primeiro transplante de Brown, em 2007, foi parcialmente bem-sucedido: apenas o HIV tinha desaparecido. Ele passou por um segundo transplante do mesmo doador no ano seguinte, que parecia funcionar sobre a leucemia.

Leia também: 8 maneiras de reconhecer os sintomas do HIV

Mas, seu câncer voltou no ano passado. “Ainda estou feliz por ter feito o transplante”, disse ele durante uma entrevista na época. “Abriu portas que não existiam antes e inspirou os cientistas a trabalhar mais para encontrar uma cura para a AIDS”.

Fonte(s): Science Alert / The Guardian Foto(s): Reprodução / Out in Perth

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!