Menina morre espancada por professora por responder errado duas perguntas de matemática

Segundo a avó, a professora só começou a lecionar neste semestre e a neta estava com muito medo de frequentar a aula

de Redação Jornal Ciência 0

Uma estudante do ensino fundamental em Sichuan, na China, foi punida por sua professora por ter respondido duas perguntas erradas de matemática.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

A professora espancou a garota, causando uma concussão (lesão cerebral provocada por pancadas) e sua consequente morte, de acordo com informações do portal Oriental Daily.

O caso ocorrido em 10 de setembro, coincidiu com o Dia do Professor na China. Ning Ning, de 10 anos, estava animada para ir à escola, pois queria dar flores aos professores.

Por volta das 9h00, ela respondeu erroneamente a duas questões de matemática e sua professora ficou furiosa. Como punição, pediu que a menina se ajoelhasse enquanto puxava suas orelhas, batia em suas mãos e golpeava sua cabeça.

Ela possuía uma irmã gêmea, que estudava na mesma sala, e presenciou o espancamento. Ela contou que a irmã não conseguia levantar a cabeça, nem o corpo, durante a violência praticada. Após a professora terminar com a punição, coleguinhas correram para tentar ajudá-la.

Cerca de 15 minutos antes das 12h00, a própria professora ligou para a avó de Ning Ning para buscá-la, pois ela parecia “indisposta”.

A avó correu para a escola e descobriu que a neta não conseguia mais abrir os olhos ou falar. Ao ser levada às pressas para o hospital, a menina faleceu pouco tempo depois, após os médicos não conseguirem ressuscitá-la.

Segundo a avó, a professora só começou a lecionar neste semestre e a neta estava com muito medo de frequentar a aula, pois dizia que a professora adorava punir os alunos com espancamento.

Repórteres chineses entraram em contato com a escola, mas o diretor evitou todas as ligações e não aceitou falar com a imprensa. Ainda não está claro se a professora será denunciada ou punida pelo ato criminoso.

Na China não é incomum que professores ultrapassem os limites, com agressões físicas, em caso de resposta errada, exigindo dos alunos máxima perfeição. Existem vários registros de acontecimentos semelhantes ao de Ning Ning

Fonte: Oriental Daily Fotos: Reprodução / Oriental Daily

Jornal Ciência