Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Desafiando a medicina, indiana de 72 anos é mãe pela primeira vez e sofre com as consequências

de Julia Moretto 0

A indiana Daljinder Kaur, de 72 anos e seu marido, Molinder Gill de 79 anos, tentavam ter um bebê desde 1970. Incrivelmente, esse sonho se tornou realidade no ano passado através de um procedimento de reprodução assistida.

A criança nasceu dia 19 de abril de 2016, pesando 2 kg e foi batizado de Arman Singh. Porém, desde o nascimento de seu filho, a indiana tem sofrido com pressão alta e comprometimento das articulações. Além disso, atualmente a criança necessita de cuidados que prejudica a saúde da mãe idosa.

mae-ao-73-2

“Minha pressão arterial sofreu e eu me canso muito facilmente agora. Eu vi vários médicos, mas eles apenas me dão medicamentos e um plano de dieta. Estou preocupado com Armaan. Eu tenho que cuidar da minha saúde, mas eu tenho que cuidar de Armaan também”, lamentou Daljinder.

mae-ao-73-1

Armaan está pesando atualmente 9 kg, o que segundo a mãe é pouco para sua idade. “Ele poderia ser magro porque eu não o alimentava corretamente. Parei de amamentá-lo aos três meses, já que meu leite não estava se desenvolvendo bem. Pedimos aos médicos se há algum remédio que podemos dar para aumentar seu peso, mas eles disseram que ele deve ganhar peso naturalmente”.

Segundo Daljinder, ela fica exausta facilmente e sente o peso da idade. “Meu marido e eu ficamos doentes frequentemente devido à nossa idade, mas temos que lidar, pois temos que cuidar do nosso filho”. Ela também contou que faz a maior parte da educação do filho e que o pai contribui quando pode. Apesar das dificuldades a família diz não se arrepender de ter escolhido a maternidade.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência