Sem saber, idosa convive há 20 anos com cadáver do filho em casa

de Merelyn Cerqueira 0

Rita Wolfensohn, uma idosa moradora do Brooklyn, em Nova Iorque, EUA, pode ter vivido por pelo menos por 20 anos com os restos mortais de seu filho, que morreu aos 43 anos de idade.

Segundo a polícia, Wolfensohn, que é cega, estava morando em uma casa coberta de lixo, o que os levou a acreditar que era uma acumuladora compulsiva. O cadáver do homem foi encontrado perfeitamente intacto, trajando apenas calças jeans, camisa e meias, segundo informações do Daily Mail.

Segundo um dos policiais, parecia que “um caminhão de lixo havia derrubado toda a carga” na casa de Rita.

Logo, conforme apontado pelo New York Post, era possível que ela estivesse vivendo com o corpo do filho por pelo menos 20 anos. Ele foi encontrado pela cunhada de Wolfensohn, Josette, no segundo andar da casa, deitado em um colchão no chão. A mulher chamou a polícia e imediatamente encaminhou a idosa a um hospital. 

Segundo um dos policiais que trabalhou no caso, a casa de Rita era como se fosse “uma cena reversa” do filme O Psicopata Americano, que tem como personagem central um serial killer muito higiênico e zeloso com suas posses.

Após uma investigação feita, a polícia concluiu que Wolfensohn provavelmente não sabia que ela estava vivendo com os restos mortais de seu filho, uma vez que o quarto que o corpo se encontrava estava cheio de lixo e teias de aranha. Embora o quarto cheirasse a comida estragada, não havia odor de decomposição.

A polícia disse ainda que a idosa afirmou acreditar que seu filho havia se mudado há alguns anos.

Wolfensohn, que após o incidente foi internada em uma clínica de idosos, era mãe de dois filhos. O primeiro que morreu em 2003, aos 38 anos, e Louis, de 53, cujo corpo foi encontrado na casa e não era visto há cerca 20 anos.

Fonte: Daily Mail Foto: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.