Nascimento dos dentes do bebê causa febre?

de Julia Moretto 0

A fase de crescimento de um recém-nascido deve ser muito bem acompanhada. É nessa fase que qualquer choro pode ser um sinal e deixar as mamães de cabelo em pé. Mas, até os próprios pediatras afirmam que “febre pode ser sinal de dente nascendo”. 

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Porém, especialistas têm afirmado o contrário. A chegada de um novo dente pode elevar a temperatura corporal de um bebê com menos de um ano, mas de acordo com novos estudos, não costuma causar febre alta. Esses sintomas podem ser sinais de problemas como infecções virais.

Segundo Marcelo Bönecker, professor titular de Odontopediatria da Universidade de São Paulo (USP), “a irrupção dos dentes pode causar desconforto e irritação, mas não febre alta, com temperatura maior que 38º C”. Para o especialista, o desconforto da criança pode ser comparado ao nascimento do siso nos adultos. 

Uma equipe da Clínica Cleveland (EUA) publicou um estudo no ano 2000 que acompanhou 125 crianças desde os quatro meses até completarem um ano de idade. Durante a análise, houve 475 erupções de dentes e o estudo encontrou diversos sintomas no período em que os dentes estavam emergindo como: mordidas, baba, esfregar a gengiva, lesão no rosto e falta de apetite. Apesar do quadro, nenhuma criança teve febre de 40º C ou mais.

Outro estudo acompanhou crianças entre seis e 30 meses, com os mesmos sintomas e não houve ligação entre o nascimento dos dentes e a febre alta. “Antes dos pais atribuírem os sintomas ou sinais de doenças potencialmente sérias da criança com os dentes, outras possibilidades devem ser eliminadas”, disse o primeiro estudo.

O que podemos concluir é que febre alta normalmente não está associada ao nascimento de dentes. Ela deve ser observada com atenção, pois pode indicar um problema sério.

[ Revista Crescer ] [ Foto: Reprodução / Pixabay

Jornal Ciência