Goiás: Homem morre após colocar as famosas lentes de contato nos dentes; entenda o caso

De acordo com informações divulgadas à imprensa, a família alega que a vítima sofreu com vários problemas após colocar as facetas, morrendo de infecção generalizada

de Redação Jornal Ciência 0

Um paciente de 56 anos morreu de infecção generalizada após realizar a colocação de facetas de porcelana nos dentes — também chamadas de lentes de contato dental, procedimento famoso entre influenciadores digitais e artistas.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Luiz Carlos das Dores teria gasto R$ 61.000 para colocar as 24 facetas. A Polícia Civil do Goiás está investigando o caso para entender as circunstâncias que poderiam ter levado à morte após o procedimento.

De acordo com o cônjuge da vítima, Luiz Carlos apresentou diversos sintomas de saúde, durante um mês, como tonturas, quedas de pressão arterial e falta de ar, após a colocação das lentes nos dentes.

A vítima deu entrada na UTI de um hospital em 8 de agosto, falecendo 10 dias depois. Seu atestado de óbito consta “choque séptico” — ou seja, infecção generalizada grave que se espalha pelo corpo.

“No dia 27 de junho ele já estava com as facetas. Dias depois, começou a ter dores. Passou muito mal no começo de agosto. Teve inchaço em um dos dentes e uma íngua. A dentista o avaliou, mas disse que ele não tinha nada”, afirma o empresário Benedito Antônio Nascimento, marido da vítima, em entrevista à TV Anhanguera. Ainda de acordo com Benedito, “a única infecção que ele teve no corpo foi no dente”.

A versão da dentista

De acordo com o portal Catraca Livre, a dentista Jamilly Flexa, responsável por realizar o procedimento odontológico em Luiz Carlos, postou uma carta aberta no Instagram — mas o perfil, até o fechamento desta reportagem, está fora do ar.

Segundo a dentista, não houve negligência de sua parte. Ela relatou ainda que após a colocação das facetas, o pagamento do valor total não foi feito, e que Luiz não voltou ao consultório, mesmo com sua insistência para verificar a situação.

Ainda segundo ela, depois de um tempo, foi procurada sendo informada que Luiz apresentava um inchaço do lado esquerdo do rosto.

“Atendemos o paciente sem nenhuma demora, mesmo sem os pagamentos acordados serem adimplidos, realizamos o exame clínico e verificamos que não havia edema, nem mesmo qualquer secreção, estando a gengiva sadia. Mas por cautela, solicitamos uma Tomografia e um Raio-X do local, sendo que o paciente não realizou tais exames”, disse.

A dentista conta que orientou o paciente a procurar uma emergência caso as dores continuassem e um cardiologista, já que ele tinha doença cardiovascular e ela não poderia receitar para pacientes com esse tipo problema de saúde.

Fonte(s): Catraca Livre / TV Anhanguera Imagens: Reprodução / Gambelas Smile Clinic / Gambelas Smile Clinic

Jornal Ciência