Lentes de contato são mais propensas a causar cegueira do que cirurgia a laser

de Julia Moretto 0

Caso você esteja usado lentes de contato por 10 anos, fique atento! Você tem seis vezes mais chances de desenvolver uma infecção que poderia deixá-lo cego do que a própria cirurgia do olho a laser, a pesquisa sugere.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Conhecido como ceratite microbiana, a condição ocorre quando a córnea é invadida por bactérias, fungos ou uma ameba. Estes germes podem ficar nas lentes e, em seguida, se instalar na córnea, não só prejudicando a visão, mas deixando os olhos doloridos. Mas se uma úlcera se formar como resultado e não for devidamente tratada, pode deixar os pacientes cegos, alertam os especialistas. 

lentes-de-contato_1

Os cientistas afirmam que você pode reduzir radicalmente esses riscos abandonando as lentes de contato e optando pela cirurgia a laser que é capaz de corrigir a visão. Isso ocorre porque muitos usuários de lentes de contato não seguem a higiene adequada e estão vulneráveis a infecções.  

O estudo realizado pela Universidade de Tennessee Health Science Center, Memphis, comparou o risco de ceratite microbiana com usuários de lentes de contato e um tipo específico de cirurgia ocular a laser chamado “laser in situ keratomileusis” ou LASIK. Ele descobriu que o risco de ceratite microbiana associada com desgaste de lentes de contato ao longo do tempo foi maior do que após LASIK. Eles também descobriram que os casos de infecção na córnea eram mais elevados com lentes de desgaste prolongado, em oposição às de uso diário.

O autor principal, Dr. Jordan Masters, que realizou uma revisão de todos os dados disponíveis entre 1999 e 2015, disse que a ceratite microbiana pode ser um evento ocular devastador. Tradicionalmente, as lentes de contato têm sido consideradas mais seguras do que a cirurgia como meio de correção. Entretanto, análises e diálogos recentes têm questionado esse pressuposto”.

Este estudo mostra que em termos de risco de ceratite microbiana, pode haver um benefício para alguns pacientes, especificamente usuários de lentes de contato, em optar pela LASIK”. Mas ele acrescentou que mais estudos comparando complicações para ambas as opções são necessários. 

Um recente estudo australiano mostrou que, com 10 anos de uso de lentes de contato, há uma chance relativamente grande de uma infecção séria ou mesmo ameaça à vista. E não se engane – perda de visão por infecções da córnea pode ser permanente, dependendo de quando o problema é diagnosticado”, disse o diretor médico da Clínica de Foco de Londres. 

As lentes de contato precisam ser tratadas com grande cuidado e os perigos de usá-las são muitas vezes subestimados e ignorados. Elas colocam em risco infecções oculares, incluindo a inflamação da córnea”, disse.

“E só colocar de maneira errada para que as bactérias se acumulem atrás da lente, levando a úlceras, abrasões, visão reduzida e até cegueira”, explicou. “Esta pesquisa mais recente simplesmente confirma o que há muito tempo se suspeita.”

Dr. David Allamby, um cirurgião especializado em olhos, diz que a forma mais extrema de ceratite microbiana – chamada de “ceratite acanthamoeba” – pode ser particularmente desagradável, envolvendo um organismo que fisicamente desce para a córnea e se recusa a soltá-la.

É extremamente perigoso e quase impossível de erradicar totalmente, mesmo que ele possa ser tratado com uma combinação de esteroides e medicamentos anti-infecciosos”, contou. “Algumas pessoas com esta condição podem fazer enxertos de córnea, mas o problema ainda pode permanecer”.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Wikipedia / Flickr ]

Jornal Ciência