Homem perde a visão de um olho após dormir com suas lentes de contato

de Redação Jornal Ciência 0

Um estudo constatou que milhões de usuários de lente de contato correm o risco de ficarem cegos por conta de seus maus hábitos. Recentemente, um norte-americano entrou para a estatística ao perder a visão de um olho.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

O estudo, realizado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, entrevistou 40 milhões de pessoas que usam lentes e descobriu que metade delas dorme ou cochila com suas lentes de contato. Chad Groeschen, de Ohio, nos EUA, revelou ter acordado, em uma manhã, com uma dor insuportável em seu olho esquerdo, mal sendo capaz de enxergar. Após visitar o oftalmologista, o homem de 39 anos descobriu que seu olho estava infectado com o gênero de bactéria Pseudomonas. Ele adquiriu a bactéria por dormir com suas lentes de contato, fato este que deve ter provocado uma intensa proliferação destes microrganismos. 

Suas lentes eram de uso prolongado, ou seja, poderiam ser usadas durante o período de uma a quatro semanas. Porém, de acordo com um estudo da Academia Americana de Oftalmologia, realizado em 2013, independentemente do tipo de lente, o desgaste que ela sofre durante a noite aumenta a probabilidade de infecção da córnea.

Chad, que era mergulhador, revelou ter sentido coceira, dores de cabeça e, posteriormente, teve a perda de visão. Nas redes sociais, ele relatou ter ficado cego de um olho. De acordo com sua postagem, os médicos lhe informaram que as bactérias cresceram sob a sua lente e começaram a atacar seu olho, com as lentes agindo como uma placa de Petri. A única maneira de o homem recuperar sua visão será através de um transplante de córnea.

dormir-com-lente-de-contato_01

Os maus hábitos de uso das lentes de contato são os principais fatores para esse tipo de fatalidade. Dormir usando lentes ou não as substituir com frequência são hábitos que precisam ser mudados por pelo menos metade dos usuários. “Se alguma coisa acontecer com seus olhos, procure um especialista imediatamente e mantenha a higiene impecável quando se trata de seus olhos”, advertiu Chad.

Um estudo recente constatou que as lentes de contato podem aumentar o risco de infecções oculares por transferência de impurezas da pele para os olhos. Segundo os cientistas, as lentes adquirem bactérias antes de serem colocadas nos olhos, provocando infecções e inflamações.

Nossa pesquisa mostra claramente que colocar um objeto estranho no olho, como uma lente de contato, não é um ato neutro. Esses resultados devem ajudar os cientistas a entenderem melhor por que os portadores de lentes de contato são mais propensos a infecções oculares do que não usuários”, disse Gloria Maria Dominguez-Bello, cientista principal do estudo, da NYU Langone Medical Center, em Nova York. 

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]

Jornal Ciência