Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Ameba come olhos de garota após ela ficar 6 meses sem higienizar as lentes de contato

de Redação Jornal Ciência 0

Os médicos disseram que Lian Kao, de 23 anos, foi infectada por uma ameba que viveu entre sua lente e seu olho, por meses, por não realizar a higiene básica das lentes. 

O caso da jovem estudante é uma lição, do jeito mais extremista, para a importância de cuidar da própria higiene.

Sob pressão por causa de seus estudos universitários, Lian ficou seis meses sem trocar suas lentes, e ainda sem fazer toda a higienização adequada e com a frequência necessária – já que os oftalmologistas recomendam higienização diária, bem como deixá-las em líquido apropriado para que possam ser desinfetadas.

Quando ela teve de ir ao hospital, os médicos ficaram horrorizados quando removeram as lentes de contato. Descobriram que a superfície dos olhos da jovem, literalmente, havia sido devorada por uma ameba. Ela tinha sido capaz de se reproduzir nas perfeitas condições que existiam entre a lente de contato e o olho.

Lian Kao ficou cega, consequentemente. O doutor Wu Jian-liang, disse: “Os usuários de lentes de contato são um grupo de alto risco que estão muito mais expostos a doenças oculares. A falta de oxigênio pode destruir a superfície do tecido epitelial, criando pequenas feridas, as quais podem ser facilmente infectadas e se espalhar para o resto do olho. A jovem deveria ter jogado fora as lentes de contato após um mês de uso, mas em vez disso ela usou-as durante vários outros meses, danificando permanentemente suas córneas”, afirma o médico.

Jian-liang disse que ela tinha sido diagnosticada com ceratite por Acanthamoeba que, apesar de rara, sempre foi mais comum no verão. O médico divulgou o caso chocante da menina a fim de alertar outros usuários de lentes de contato a serem mais cuidadosos com a higiene.

Os médicos tentaram um transplante de córneas, mas foi impossível salvar sua visão.

[ Mirror ] [ Foto: Reprodução / Dvice ]

Jornal Ciência