“Kodokushi” ou Morte Solitária, um fenômeno sinistro que vem crescendo no Japão

de Julia Moretto 0

A palavra “Kodokushi“, que significa “morte solitária”, é usada quando uma pessoa morreu e ninguém notou. Mas esse significado vai muito além, ele apresenta uma pista sobre a situação e econômica e social do país.

O termo vem do Japão, onde há uma empresa especializada em serviços de limpeza de habitação. Os trabalhadores dizem que muitas vezes é possível encontrar essas pessoas. As estatísticas mostram que de 1.500 mortes, 300 são casos de “morte solitária”.

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao

Um exemplo ocorreu com um homem de 85 anos, que foi encontrado em seu apartamento em Tóquio, após um mês de sua morte. Segundo a Reuters, a família não fazia visitas e suas contas eram processadas diretamente pelo banco. O corpo só foi identificado quando o vizinho do andar debaixo reclamou do cheiro.

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_2

Na verdade, este é um grave problema social. O primeiro caso de “morte solitária” no Japão foi descrito em 1980. Desde então, incidência dó cresceu – em 2009 foram registradas 32.000 mortes solitárias. Segundo as estatísticas, esse tipo de morte é mais comum em homens com 65 anos ou mais que vivem sozinhos.

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_3

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_4

Em 2006, cerca de cinco por cento de todos os funerais no Japão estavam ligados ao kodokushi, e em 2008, em Tóquio, foram encontrados mais de 2.000 corpos sem vida em suas casas após vários meses.

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_5

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_6

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_8

A principal razão para o terrível fenômeno é o isolamento social. Os japoneses tendem a trabalhar muito, e após a aposentadoria ficam completamente sozinhos. Eles não mantêm qualquer relação com os amigos ou a família, o que pode levar a esse fenômeno.

kodokushi-fenomeno-conhecido-como-morte-solitaria-vem-crescendo-no-japao_10

De acordo com os resultados do Censo 2010, 20,1% dos homens japoneses e 10,6% das mulheres com 50 anos nunca se casaram. Espera-se que dentro de 15 anos 30% dos homens e 20% de mulheres continuem sem uma família. No futuro, o número de pessoas solteiras só vai crescer – particularmente entre os homens de meia-idade e idosos, e entre as mulheres de meia-idade que não têm um marido.

Além disso, no Japão é considerada sorte passar os últimos momentos de vida em casa e sem muito sofrimento. Mas acontece que esses corpos são encontrados apenas algumas semanas depois da morte, quando os vizinhos começam a se queixar do odor. Alguns acreditam que a causa do fenômeno kodokushi seja a falta de consciência sobre a morte por parte dos japoneses.

[ Ofigenno ] [ Fotos: Reprodução / Ofigenno ]

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência