Hipopótamo engole menino de 2 anos pela cabeça até metade de seu corpo e o “cospe” vivo

O caso ocorreu em Uganda e foi alvo de reportagens nos principais jornais do mundo. O hipopótamo é o animal que mais mata na África

de Redação Jornal Ciência 0

Hipopótamo engole menino de 2 anos

Em um fato quase impossível de acreditar, uma criança de Uganda, país africano, sobreviveu de algo que parecia impossível: ser engolido por um hipopótamo.

O jornal britânico The Telegraph explica que o menino, chamado Paul Iga, vive Katwe-Kabatooro, a 800 metros do Lago Edward, local onde estava brincando.

Repentinamente, um hipopótamo saiu do lago — onde costumam permanecer submersos e camuflados — e agarrou o menino com suas poderosas mandíbulas, iniciando o processo de engolir seu corpo por inteiro, começando pela cabeça.

Neste momento, um morador que viu a cena começou a jogar inúmeras pedras no hipopótamo que se assustou e regurgitou o menino, voltando a se esconder no lago.

Em entrevista ao The Telegraph, a polícia de Uganda emitiu comunicado informando que “este é o primeiro tipo de incidente em que um hipopótamo saiu do Lago Edward e atacou uma criança”.

“Foi necessária a bravura de Chrispas Bagonza, que estava por perto, para salvar a vítima depois que ele apedrejou o hipopótamo e o assustou, fazendo com que ele soltasse a criança de sua boca”, disse comunicado oficial da Força Policial de Uganda, em seu site.

O menino sofreu ferimentos leves em uma das mãos e foi levado ao hospital mais próximo para atendimento médico, onde recebeu tratamento e vacina contra raiva, sendo liberado.

Hipopótamo engole menino de 2 anos

Por que hipopótamos são tão perigosos?

Apesar da aparência lenta e calma, hipopótamos são os animais que mais causam mortes anuais de seres humanos no continente africano, estando muito à frente de crocodilos, leões e cobras.

Durante os ataques, são extremamente ágeis, perfurando as pessoas com seus dentes afiados até matá-las. Em geral, costumam “mastigar” suas vítimas com suas enormes presas, que podem ter até 30 cm de comprimento.

Mas, apesar da agressividade, são vegetarianos e só matam humanos quando em grupo e sentem que nós somos um tipo de ameaça.

Os números oficiais, segundo o New York Post, mostram que ao menos 500 pessoas são mortas por ano no continente africano vítimas deste mamífero de quase 2 toneladas.

“Instintivamente, os animais selvagens veem os humanos como uma ameaça e qualquer interação pode levá-los a agir de forma estranha ou agressiva”, salientou a Força Policial de Uganda.

Uma observação importante é que, mesmo parecendo fofo, um hipopótamo quando está “bocejando”, é um importante sinal de alerta, podendo ser interpretado como aviso de ameaça.

São extremamente territorialistas e protegem o habitat em que vivem com agressividade. Em 2014, no Níger, hipopótamos viraram um barco que passava em um rio território destes grandes mamíferos, matando 13 pessoas afogadas.

Fonte(s): New York Post / Daily Mail / CNN / The Telegraph Imagem de Capa: Reprodução / NY Post Foto(s): Divulgação

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência