A verdade cruel por trás de um dos vídeos mais famosos do TikTok: cócega na arraia

Famosa postagem da arraia que “sorri” ao receber cócegas esconde um comportamento cruel de sufocamento, diz especialista de uma ONG protetora de animais

de Redação Jornal Ciência 0

A verdade cruel por trás de um dos vídeos mais famosos do TikTok fazendo cócegas em uma arraia

Um vídeo tornou-se viral após ser postado no TikTok. Nele, um homem faz “cócegas” na arraia e acredita que ela está gostando ou, ao menos, “fazendo uma cara fofa” ao receber o contato.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

No entanto, especialistas em animais marinhos são categóricos em dizer que por trás da aparente “fofura”, existe um ato cruel sendo praticado e que não deve ser estimulado.

O conteúdo original foi publicado em 7 de junho através do usuário @mafishguy e obteve a impressionante marca de 100 milhões de visualizações e quase 14 milhões de curtidas.

O sucesso foi tão grande que o vídeo foi parar na mão de um especialista, que foi enfático ao afirmar que, na verdade, apesar da aparência fofinha, ela está “sufocando até a morte”.

No vídeo, o usuário diz “como fazer cócegas em um peixe”. Ao acariciar a barriga da arraia, ela se contrai com o toque, abre e contorce a boca e as narinas, o que é um péssimo sinal, demonstrando agonia.

@mafishguyNothing to see here….just #tickling a #fish and making him #laugh♬ original sound – Fishing Guy

Muitos internautas acusaram a publicação de ser uma violência contra animais, alertando o responsável que a reação da arraia era de pura defesa visando não morrer sufocada, já que além das cócegas, estava muito tempo fora d’água.

Em entrevista ao portal Insider, Bem Williamson, diretor de programas de proteção aos animais da ONG World Animal Protection, dos EUA, deu uma declaração técnica e científica sobre o comportamento do animal.

“Esta arraia está claramente sendo asfixiada até a morte. A literatura científica é muito clara sobre isso. Como todos os peixes, as arraias têm capacidade de sentir dor. Do ponto de vista anatômico, fisiológico e biológico, o sistema de dor dos peixes é praticamente igual ao dos pássaros e mamíferos”, afirmou Bem Williamson.

A verdade cruel por trás de um dos vídeos mais famosos do TikTok fazendo cócegas em uma arraia

O especialista e ativista ainda comentou que “como todo animal selvagem, as arraias devem viver em paz, sem interferência humana de seus passatempos nocivos, como a pesca esportiva”, salientou. 

Também se manifestou o Good Living, blog do Departamento de Meio Ambiente e Água da Austrália do Sul.

“Sem água, uma arraia sufoca dependendo de vários fatores, como por exemplo o tempo que ela fica fora do oceano, sua idade, sua condição corporal e o estresse que é exposta”.

O estresse provocado pelas inocentes cócegas pode ser um dos fatores que estimularia a morte da arraia por sufocamento, colocando-a em profunda agonia.

Até o momento, o usuário que postou o vídeo não respondeu aos questionamentos do especialista Bem Williamson, já que o caso ganhou repercussão mundial. Ele também não respondeu às críticas que recebeu sobre acusação de tortura animal.

Fonte(s): Insider Imagens: Reprodução / TikTok

Jornal Ciência