Pescador encontra enorme quantidade de plástico dentro de peixe na Costa Rica

de Merelyn Cerqueira 0

Enquanto navegava pelo largo da costa da Costa Rica, um pescador capturou uma espécie de peixe conhecido como Mahi Mahi (Coryphaena hippurus).

Suspeitando que o animal não estivesse bem, cortou-o ao meio para ver o que estava lhe causando a doença. Ele ficou chocado ao descobrir tampas de garrafas e pedaços de plásticos dentro do estômago do peixe. Toda a ação foi registrada em um vídeo, que causou indignação nos ativistas locais, segundo informações do Daily Mail.

barriga-peixe

O pescador afirmou ter encontrado dentro do peixe tampas de garrafa, pedaços de copos plásticos, um pente, um isqueiro e outros fragmentos plásticos.

Embora a pesca seja uma das principais atividades da ilha, o vídeo provocou indignação em ativistas que advertiram sobre as evidências das elevadas quantidades de poluição plástica que contaminam e matam a vida marinha.

barriga-peixe_1

Segundo o cientista marinho, Erick Ross, os peixes confundem os plásticos com alimentos e, portanto, acabam ingerindo-os. “O plástico não quebra e pode bloquear seu trato intestinal, e então eles não podem comer novamente e acabam morrendo de fome, acrescentou.

barriga-peixe_2

O governo da Costa Rica apoiou planos para a limpeza das praias, a fim de livrar o meio ambiente dos resíduos plásticos. Em seu Twitter, manifestaram apoio a projetos comunitários, pouco antes de fazer um grande discurso sobre o meio ambiente.

“Oitenta milhões de toneladas de plástico entram nos mares e oceanos a cada ano – nosso governo fará todo o possível para desempenhar seu papel em parar isso”, disse. Veja o vídeo abaixo: 

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

 

Notícias diretamente no seu WhatsApp

Salve (61) 983026534, mande "oi" pelo WhatsApp e receba notícias, curiosidades e conteúdos incríveis do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar o número e enviar “oi” no WhatsApp para validar o cadastro. Em nenhuma hipótese enviaremos spam ou publicidade. Já são 25.550 leitores cadastrados. É gratuito!

Jornal Ciência