“Me chamam de feio”: desabafa homem com 90% do corpo queimado sobre ofensas nas redes sociais

Ele convive com as consequências de um acidente há 30 anos e busca conscientizar as pessoas na internet sobre a aparência

de Redação Jornal Ciência 0

Kenny Matthews era apenas uma criança quando foi vítima de um incêndio que mudou o curso de sua vida. A tragédia deixou marcas profundas, psicológicas e físicas, mesmo após 30 anos.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

O morador da cidade de Sacramento, na Califórnia, EUA, conta que o acidente não foi bem esclarecido, e ele foi salvo por seu avô que ficou encarregado de cuidar dele naquele dia.

Com 90% do corpo lesionado com queimaduras de terceiro grau, ele conta que sua mãe saiu para fazer compras e logo depois ouviu uma “explosão” na sala.

“Eu ouvi essa explosão e as janelas estavam em chamas. Graças a Deus meu avô estava comigo. Ele tinha uma solução para me salvar, mas ao mesmo tempo, ele estava morrendo por inalação de fumaça. A solução dele foi me levantar pelas axilas e me levar para fora da janela, mas infelizmente o fogo me queimou”, explicou.

Seu avô o retirou através da janela, mas apesar de ter saído da casa junto com Kenny, ele não resistiu e faleceu por intoxicação por inalação de fumaça.

A vida de Kenny mudou completamente a partir deste dia. Uma série de procedimentos médicos, internações, cirurgias e cuidados intensivos foram necessários para curar suas queimaduras — uma rotina diária cansativa e dolorosa.

Agora, Kenny abriu uma conta na rede social TikTok (@ikendawg) e tem mais de 1 milhão de seguidores. Ele costuma compartilhar seu dia a dia e sua rotina, mesmo com suas limitações.

“Muita gente me chama de feio”, desabafa Kenny que abriu seu perfil para conscientizar as pessoas sobre sua aparência e a percepção que as pessoas têm sobre ela.

Apesar do preconceito, ele decidiu aceitar seu corpo, sua condição e ter uma atitude positiva sobre a vida. Mas, Kenny é atacado constantemente por comentários pejorativos sobre sua estética.

“Muita gente me chama de feio, mas será que eu me acho? Quem se importa? Isso deveria me machucar? De verdade? Mas eu sei meu propósito. E meu propósito me torna bonito”, disse.

E ele continua: “A confiança te deixa bonito, inspirar os outros te deixa bonito, é o que eu faço. É importante ser o melhor possível todos os dias, não importa sua aparência. Eu digo a todos, toda vez que você acordar pela manhã, mencione pelo menos três coisas que você é grato por ter agora. E não pelas coisas que não tem”.

“Espero que eu ainda esteja aqui, independentemente do que esteja acontecendo, e espero receber muitas felicidades para chegar ao ponto de poder anunciar ao mundo que finalmente sou feliz”, concluiu.

As palavras acima foram ditas em um vídeo onde ele gravou para rebater as críticas insistentes e volumosas de que é “feio”, tendo milhões de visualizações por demonstrar a importância de ressaltar a beleza interior e a valorização da autoestima.

Fonte(s): Daily Mail  / Imagens: Reprodução / TikTok

Jornal Ciência

no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar nosso número e enviar “olá” para validar o cadastro. São milhares de leitores. Aproveite. É grátis!

Jornal Ciência