Nova espécie de sapo, já ameaçada de extinção, é encontrada nas florestas tropicais do Peru

de Merelyn Cerqueira 0

Uma nova espécie de sapo foi encontrada nas florestas tropicais da América do Sul. Chamada de Pristimantis attenboroughi (ou “sapo borracha de Attenborough”), é o primeiro anfíbio a ser nomeado em referência a Sir David Attenborough, famoso naturalista britânico e apresentador de TV –que já foi homenageado em uma série de espécies de mamíferos, repteis, invertebrados e plantas. No entanto, a espécie recém-descoberta já foi considerada vulnerável e em perigo de extinção, segundo informações do Daily Mail.

3E0AFCA100000578-4290080-image-a-4_1488900737241

Encontrada nos Andes Peruanos, P. attenboroughi foi descoberta pelos cientistas Dr. Edgar Lehr, da Universidade de Wesleyan de Illinois, nos EUA, e Dr. Rudolf Von May, da Universidade de Michigan. Juntos, passaram cerca de dois anos examinando as florestas montanhosas no centro do Peru.

 

Durante este período, eles documentaram uma série de anfíbios e répteis da área, a fim de avaliar o estado de conservação de cada um. Seus esforços foram recompensados pela descoberta de uma nova espécie, descrita em um artigo publicado pela revista Zoo Keys.

 

O sapo em questão é conhecido por habitar várias localidades dentro da Floresta Protegida Pui Pui, uma reserva natural localizada no centro do país. Enquanto os machos adultos podem atingir um tamanho entre 14,6 e 19,2 milímetros, as fêmeas são maiores, medindo entre 19,2 e 23 mm. Suas cores variam entre marrom, cinza, castanho avermelhado e verde-oliva, todos com manchas escuras e contrastantes.

 

Como foi encontrado em menos de 10 localidades, o anfíbio já foi listado como vulnerável e em perigo de extinção, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza. No entanto, os autores da descoberta insistem que o animal deve ser listado como “quase ameaçado”, uma vez que seu habitat é protegido e ainda, em grande parte, desconhecido, portanto, deve haver espécies adicionais à espera.

 

Sir David Attenborough

3403C05B00000578-4290080-image-m-17_1488903705338

Nós dedicamos esta espécie a Sir David Frederick Attenborough em honra a seus documentários educacionais sobre a vida selvagem, especialmente de anfíbios, e para aumentar a conscientização sobre a importância da conservação da vida selvagem”, disse Dr. Lehr. Entre as numerosas homenagens a Sir Attenborough, está um gênero de flores, uma espécie de borboleta, um tipo de pássaro e outras inúmeras espécies extintas. Esta, porém, é a primeira vez que um anfíbio ganha tal alcunha.

 

No início do ano, sete pequenas novas espécies de anfíbios também foram descobertas, mas na região dos Gates Ocidentais, na Índia. Chamados de “sapos noturnos”, eles foram descritos como as menores criaturas do mundo, medindo cerca de 15 milímetros. Estes também foram listados como em ameaça de extinção.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência