Justin Bieber: Síndrome de Ramsay Hunt; entenda o que é a doença que atingiu o cantor

O cantor usou as redes sociais para mostrar seu estado de saúde, informando que a síndrome atingiu os nervos do ouvido

de Redação Jornal Ciência 0

O cantor Justin Bieber usou as redes sociais na última sexta-feira (10/06), para mostrar aos fãs os efeitos da doença chamada Síndrome de Ramsay Hunt que o fez cancelar shows após o diagnóstico.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

No vídeo abaixo, ele informa “o vírus atacou o nervo no meu ouvido, os nervos faciais e causou paralisia no meu rosto. Percebam que esse olho não está piscando. Não consigo sorrir deste lado do meu rosto. Esta narina não consegue mover”.

O que é Síndrome de Ramsay Hunt?

De acordo com informações do Hospital Monte Sinai, de Nova York, a Síndrome de Ramsay Hunt é marcada por uma erupção dolorosa ao redor da orelha, no rosto ou na boca.

A doença ocorre pelo Vírus Varicela-Zóster, também chamado de Herpes-Zóster — que é o mesmo vírus da catapora. Ou seja, alguém que já teve catapora ou contato o vírus causador, pode um dia desenvolver Herpes-Zóster.

Quando alguém se infecta com catapora, geralmente o corpo consegue resolver o problema sozinho com ajuda do sistema imunológico. Mas, isso não impede que após perder a batalha, o vírus da catapora fique alojado e “escondido” nos gânglios do corpo.  

No caso da Síndrome de Ramsay Hunt, o vírus ataca nervos e músculos da face, o que pode gerar paralisia em parte do rosto. A medicina não sabe se o vírus da catapora, após ficar “estocado” nos gânglios, irá ficar inativo por toda a vida ou será reativado em casos de extremo estresse que diminui o sistema de defesa.

O fato de uma pessoa estar com o sistema imunológico baixo, não significa necessariamente que o vírus será ativado. O fator que causa essa ativação ainda é um mistério científico.

Os médicos concordam que cuidar da saúde física e mental e levar em consideração fatores que aumentem a imunidade são fundamentais para manter a saúde e evitar o risco de novos episódios.

Por ser cantor, a carga de estresse de shows, ensaios, viagens e vida sem horários delimitados são fatores que contribuem com a queda da imunidade. Além disso, todos nós podemos ter o sistema imune diminuído com uma vida estressante e na correria do dia a dia, descuidando da saúde física (boa alimentação), mental (redução do estresse e hábitos saudáveis), além de boas horas de sono reparador.

Sintomas da Síndrome de Ramsay Hunt

Fortes dores no ouvido, zumbidos, dores de cabeça, tonturas e náuseas ocorrem com frequência, além da paralisia facial devido à inflamação que ocorre nos nervos dos músculos que controlam os movimentos do rosto.

Podem ocorrer também diminuição da audição ou deixar o paciente com extremamente sensível ao som no ouvido do lado acometido pela paralisia — o que para um cantor profissional pode ser algo complexo e debilitante.

Existe tratamento?

Em geral, usa-se corticoides associados à antivirais da classe da família do herpes, como aciclovir e valaciclovir. Dependendo do caso do paciente, as doses podem ser as recomendadas em bula ou aumentadas de acordo com a severidade. Na maioria dos casos, as doses são muito altas.

A maior parte dos pacientes volta a ter movimentos quase completos na face, nos olhos, na boca e no nariz, após alguns meses de tratamento. Alguns pacientes apresentam sequelas que podem ser permanentes nos movimentos e até mesmo na audição.

O Hospital Monte Sinai, salientou ainda que, apesar das boas perspectivas, não existe garantia de total recuperação do cantor. Alguns pacientes podem levar diversos meses para ter uma resposta significativa. Quanto mais cedo diagnosticado, melhores chances de recuperação.

Ter uma vez torna você imune? Existe vacina?

Pacientes que tiveram a Síndrome de Ramsay Hunt podem ter outras vezes ao longo da vida, por isso é tão importante manter os hábitos saudáveis para manter o sistema imunológico fortalecido e tomar a vacina do Herpes-Zóster.

A vacina já existe no Brasil, nas redes particulares e não está disponível no SUS devido ao preço elevado (entre R$ 570 e R$ 780,00). É indicada a partir dos 50 anos, mas existem outras indicações para pacientes adultos de menor idade.

Além disso, a vacina contra a catapora (varicela) está disponível no SUS para bebês e crianças, mas também pode ser tomada por adultos que nunca tiveram catapora ou estão sob maior risco — consulte um infectologista ou médico para melhor orientação.

Fonte(s): Hospital Sírio-Libanês / New York Post Imagens: Reprodução / Redes Sociais

Jornal Ciência