A paralisia facial de Justin Bieber poderia estar ligada às vacinas de Covid-19?

O cantor foi notícia mundial na semana passada após desenvolver Síndrome de Ramsay Hunt e ter rosto paralisado

de Redação Jornal Ciência 0

Na semana passada, o cantor Justin Bieber cancelou sua agenda de shows após desenvolver a chamada Síndrome de Ramsay Hunt. O Jornal Ciência noticiou o caso e explicou as características da doença.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Imediatamente após a divulgação, centenas de pessoas tentaram fazer conexão da paralisia facial do cantor com efeitos colaterais das vacinas de Covid-19. Leitores mandaram e-mails para nossa redação e comentaram nas redes sociais perguntando se a paralisia estava conectada às vacinas.

Uma das maiores empresas do mundo de notícias, a EuroNews, resolveu responder os questionamentos e consultou, no Reino Unido, uma associação especializada em paralisia facial.

A Síndrome de Ramsay Hunt é provocada pelo vírus que causa a catapora e o Herpes-Zóster — que não tem conexão com o vírus do herpes genital, como alguns leitores questionaram.

É considerada muito rara atingindo, nos EUA, 5 pessoas a cada 100.000. Provoca fortes dores debilitantes, erupções, e pode deixar graves sequelas como surdez e danos permanentes na movimentação dos músculos do rosto.

Depois que uma pessoa é infectada com catapora e fica curada, os vírus ficam armazenados nos nervos e gânglios, podendo permanecer inativos por toda a vida ou serem ativados quando o sistema imunológico sofre uma queda, de acordo com informação da famosa Clínica Mayo, dos EUA.

A Síndrome de Ramsay Hunt não tem nenhuma conexão com a Paralisia de Bell — que também causa paralisia facial. A diferença entre as duas é que a Síndrome de Ramsay Hunt é causada por um vírus específico e a Paralisia de Bell não tem causa conhecida pela ciência, de acordo com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS).

Paralisia de Justin Bieber é culpa das vacinas de Covid-19?

Após o anúncio da doença pelo cantor, grupos antivacina inundaram as redes sociais associando imediatamente a paralisia com as vacinas.

Alguns usaram de modo irresponsável um relatório da revista médica BMJ intitulado “Síndrome de Ramsay Hunt após a vacinação de COVID-19”. Ocorre que o relatório cita um único caso de um homem que desenvolveu a síndrome 2 dias após ser vacinado. Cientificamente falando, isso jamais é considerado como o motivo de causa da doença.

É importante salientar, afirmar e explicar que não existe nenhuma ligação das vacinas de Covid-19 com Síndrome de Ramsay Hunt. Um único paciente de um relatório, e não de um estudo científico robusto, não representa prova de causa.  

O mundo já aplicou, oficialmente, mais de 10 bilhões de doses de vacinas contra a Covid-19, e não foram registrados casos de Síndrome de Ramsay Hunt além dos números normais, dentro da média mundial que já ocorria anteriormente antes das vacinas.

“Atualmente, não há fortes evidências de que o número de casos relatados de Síndrome de Ramsay Hunt seja maior do que seria esperado na população em geral”, disse a Facial Palsy UK — associação britânica de suporte para pessoas com paralisia facial.

A Facial Palsy UK disse que a grande dificuldade nos mitos e mentiras espalhadas na internet são o uso de relatórios científicos baseados em associações que não provam a causa, o que pode ser puramente coincidência, como no caso do estudo citado acima com apenas 1 único paciente.

“A coisa mais difícil para o público entender é a diferença entre associação e causa”, ressaltou a Facial Palsy UK.

Isso significa que tomar uma vacina e ter uma doença dias depois, não significa, de nenhuma forma, que a causa é a vacina. Associar é apenas “achismo”. Descobrir a verdadeira “causa” é o trabalho da ciência séria e padronizada.

Fonte(s): EuroNews / Rare Diseases / Clínica Mayo / Facial Palsy UK Imagens: Reprodução / Redes Sociais

Jornal Ciência