Covid-19 pode causar diabetes tipo 1 em crianças, suspeitam cientistas de Londres após identificarem 30 casos

Pesquisadores identificam aumento de casos da doença entre crianças infectadas.

de Redação Jornal Ciência 0

A Covid-19 pode levar ao diabetes tipo 1, temem os pesquisadores depois de testemunhar um aumento nos casos da doença entre crianças infectadas. Acadêmicos do Imperial College London observaram quantos jovens foram diagnosticados em cinco unidades pediátricas de Londres.

Cerca de 30 crianças desenvolveram diabetes tipo 1 entre 23 de março e 4 de junho, descobriram os especialistas. Eles disseram que isso era quase o dobro da quantidade geralmente diagnosticada com a doença, que não é causada pela obesidade como o diabetes tipo 2.

Cinco das crianças tiveram teste positivo para coronavírus ou já tinham sido infectadas anteriormente, o que levou os cientistas a fazerem a conexão. Mas, eles alertaram que esse número pode ter sido subestimado, porque nove das crianças não foram testadas.

Os especialistas sugerem que o coronavírus pode atacar diretamente as células do pâncreas, vitais para a produção de insulina. O diabetes tipo 1, que afeta cerca de 314 mil pessoas no Reino Unido e 1,6 milhão nos EUA, ocorre quando o sistema imunológico destrói as células produtoras de insulina.

A doença – frequentemente diagnosticada na infância – impede o corpo de produzir insulina suficiente para regular a glicose no sangue. Se os níveis forem persistentemente altos, pode levar à morte.

O diabetes tipo 1 pode ser tratado com várias injeções diárias de insulina ou com uma bomba de insulina para manter os níveis de glicose no sangue sob controle. Médicos na China e na Itália encontraram anteriormente mais crianças desenvolvendo a doença durante a pandemia, mas acreditaram que não estava relacionada à Covid-19.

A equipe do Imperial College Healthcare NHS Trust queria ver se os casos de diabetes tipo 1 podem realmente estar ligados à pandemia.

Juntamente com pesquisadores do Imperial College London, a equipe é a primeira a encontrar uma possível ligação entre Covid-19 e diabetes tipo 1 em crianças.

Karen Logan, coautora do estudo, disse que “nossa análise mostra durante o pico da pandemia que o número de novos casos de diabetes tipo 1 em crianças foi anormalmente alto em dois dos hospitais no noroeste de Londres em comparação com os anos anteriores”.

“Quando investigamos mais profundamente, algumas dessas crianças tinham coronavírus ativo ou haviam sido previamente expostas ao vírus”, disse.

Ela acrescentou: “Parece que as crianças têm baixo risco de desenvolver casos graves da doença Covid-19. No entanto, precisamos considerar potenciais complicações de saúde após a exposição ao vírus em crianças”.

A equipe analisou dados de crianças com base em cinco unidades de internação pediátrica de quatro fundos de confiança do noroeste de Londres.

Das 30 crianças, 21 foram testadas para Covid-19 somente se apresentassem sintomas como febre ou tosse. Duas deram positivo para o vírus, ou seja, estavam contaminadas.

Algumas crianças foram testadas com kits de anticorpos, que não estão amplamente disponíveis ao público. Das 16 outras crianças que fizeram o teste de anticorpos, três foram positivas, sugerindo que já tinham tido o coronavírus e ficaram curadas da Covid-19 ou não desenvolveram a doença.

A falta de testes de anticorpos significa que as outras crianças não foram testadas para Covid-19; portanto, não está claro se as taxas reais nas crianças teriam sido menores ou maiores do que as descobertas.

Rebecca Unsworth, coautora do estudo, disse: “Durante o pico da pandemia, o amplo acesso aos testes não estava disponível, então podemos ter perdido outros casos de Covid-19 nessas crianças que têm diabetes tipo 1 de início”.

Acredita-se que as crianças têm a mesma probabilidade de pegar o coronavírus quanto os adultos. Mas, elas podem ser diagnosticadas com menos frequência porque seus sintomas são muito leves.

O teste para Covid-19 no Reino Unido foi limitado apenas a adultos até meados de maio, várias semanas após o pico da pandemia. Crianças menores de cinco anos agora podem fazer o teste, mas só se apresentassem sintomas – o que representa uma lacuna científica que precisa ser preenchida e estudada.

O professor Paul Zimmet, da Monash University, e Francesco Rubino, do King’s College London, expressaram recentemente suas preocupações sobre um potencial efeito da Covid-19 em provocar diabetes em uma publicação na revista científica New England Journal of Medicine.

Eles comentaram: “As descobertas aumentam nossas preocupações sobre uma possível ligação entre a Covid-19 e o diabetes. No início da pandemia, tomamos conhecimento de relatos semelhantes de novos casos de diabetes tipo 1 e tipo 2, bem como outras manifestações atípicas de diabetes em pessoas com infecção por SARS-CoV-2 (Covid-19)”.

E prosseguem: “Isso tem um fundamento biológico, uma vez que o novo coronavírus pode se ligar a receptores que são altamente prevalentes em células de órgãos metabólicos essenciais, como o pâncreas, o tecido adiposo, o fígado e o intestino, o que pode explicar também o fato de que ambos os tipos, 1 e 2, foram relatados em associação com Covid-19”.

Outros cientistas e médicos pediatras acreditam que relacionar a Covid-19 ao diabetes tipo 1 é prematuro e mais estudos precisam ser elaborados para confirmar a hipótese.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Unsplash / Pixabay / Imperial College London

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!