Pênis de paciente de 30 anos encolhe 3,8 cm após ter Covid-19

Após a infecção por Covid-19 e a diminuição do órgão, o paciente começou também a apresentar disfunção erétil

de Redação Jornal Ciência 0

Um paciente de 30 anos compartilhou de forma anônima — para preservar sua imagem — no podcast norte-americano How to Do IT, os efeitos colaterais que teve após contrair a Covid-19.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Muitos ouvintes, é claro, ficaram assustados com o relatado. Segundo ele, o vírus causador da Covid-19 deixou lesões permanentes em seu corpo. Uma delas seria a diminuição do comprimento de seu pênis em 3,8 cm após ser avaliado pelos médicos.

Ele contraiu o vírus em julho de 2021, após testar positivo e desenvolver o quadro grave da doença. Ele foi vítima do que é chamado “Covid Dick” — um termo urológico informal que está sendo usado para referir-se a pacientes que tiveram a diminuição do pênis após a doença.

O paciente também alega que agora sofre de disfunção erétil, mas após longo tratamento clínico está conseguindo melhorar gradualmente. Os urologistas que estudaram o caso afirmaram que não há como reverter o encurtamento.

“Isso realmente não deveria importar, mas teve um profundo impacto na minha autoconfiança e em minhas habilidades íntimas na cama”, disse o paciente durante a participação.

Por que isso pode acontecer?

Os cientistas explicam que o vírus Sars-CoV-2 (causador da Covid-19) pode causar danos permanentes nos vasos sanguíneos que irrigam o tecido peniano, mesmo após o paciente estar curado.

Isso contribui não somente para o encurtamento, fazendo o órgão perder alguns centímetros, mas também contribui diretamente para a disfunção erétil.

A University College London, do Reino Unido, foi a responsável por uma pesquisa com 3.400 pessoas, mostrando que 5% dos homens sofreram diretamente diminuição do pênis e dos testículos, de acordo com dados publicados na revista científica EClinical Medicine, pertencente ao grupo da prestigiada The Lancet.

Durante o podcast, a urologista Dra. Ashley Winter, dos EUA, explicou que, na verdade, a diminuição do pênis é uma espécie de “efeito dominó” que tem início com a falta de ereção.

“É verdade que ter disfunção erétil leva ao encurtamento. A ereção depende diretamente do fluxo de sangue para o pênis, portanto as alterações que dificultam a circulação adequada para essa região podem causar essa disfunção”, explicou a médica durante entrevista ao podcast.

Fonte(s): Daily Mail / The Sun Imagens: Reprodução / The Sun

Jornal Ciência

no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar nosso número e enviar “olá” para validar o cadastro. São milhares de leitores. Aproveite. É grátis!

Jornal Ciência