Sol emite maior erupção detectada desde 2017 e pode estar despertando de “período profundo”

Nossa estrela emitiu a maior erupção solar desde 2017, e isso pode ser sinal da entrada em novo ciclo chamado de “Mínimo Solar”.

de Osmairo Valverde 0

Sol emite maior erupção detectada desde 2017 e pode estar em novo ciclo do Mínimo Solar

A NASA emitiu comunicado de que a superfície do Sol apresentou novas manchas, registrando a maior erupção solar desde 2017. Os registros foram feitos pela sonda Solar Dynamics Observatory (SDO).

As explosões solares ocorrem nestas manchas escuras (que são relativamente mais frias que o resto da superfície), liberando altíssimas quantidades de radiação através dos “jatos de plasma”. Este aumento nas erupções e na quantidade de manchas pode significar que o Sol está em um processo de “despertar”.

Esta explosão registrada não representou ameaça para o planeta Terra porque não estava em nossa direção. Quando a explosão é voltada para nós, ocorre a formação das famosas auroras boreais. Se for muito intensa, pode interferir em sinais de comunicação e satélites.

Explosões solares podem ser classificadas em C, M e X. Cada uma delas é 10x mais poderosa do que a anterior. A explosão atual, registrada é de categoria M. A NASA afirma que estes são sinais de que uma estrela está em processo de mudança para uma nova fase, chamada de “ciclo de 11 anos”.

O Sol pode estar entrando em um novo ciclo de 11 anos, o chamado “Mínimo Solar”.

Atualmente, o Sol está no Ciclo Solar 24, e estas explosões significam que este ciclo pode estar chegando ao fim. Novos ciclos são chamados de “Mínimo Solar”, que é um período onde o Sol apresenta menos manchas e menor atividade.

“No entanto, são necessários pelo menos seis meses de observações solares e contagem das manchas para saber quando isso ocorre”, disse a NASA. “Como esse momento é definido pelo menor número de manchas solares em um ciclo, os cientistas precisam ver os números aumentarem consistentemente antes que possam dizer quando exatamente ocorreu”, complementou a agência espacial.

Isso significa que, no caso do Mínimo Solar, só é possível sabermos após já ter ocorrido esta fase. Apenas após de 6 a 12 meses é que saberemos se o Sol saiu do Ciclo Solar 24 e pulou para o Ciclo Solar 25, algo que ocorre de 11 em 11 anos.

Fonte: Live Science Fotos: Reprodução / NASA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!