Terra pode ter sobrevivido à atividade solar extrema

de Redação Jornal Ciência 0

O que aconteceu com o Sol em 5480 a.C.? Nova pesquisa sugere que há cerca de 7.000 anos a Terra foi atingida em um período de atividade solar tão extrema, que vestígios do evento ainda podem ser vistos na assinatura de carbono dos anéis das árvores de hoje. O misterioso “evento solar” foi datado em 5480 a.C., e embora não esteja claro exatamente o que causou isso, os pesquisadores dizem que envolve uma mudança sem precedentes na atividade magnética do Sol. Até onde eles sabem, nada desse gênero aconteceu em toda a História da humanidade.

 

A atividade do Sol regularmente flutua e flui ao longo de um ciclo de cerca de 11 anos, com o Sol se tornando cada vez mais ativo e desencadeando mais tempestades solares e chamas em torno de metade do ciclo, antes da atividade diminuir novamente. Mas há 7.000 anos algo completamente diferente aconteceu. A equipe encontrou evidências do misterioso “evento solar” ao procurar carbono-14 nos anéis de um antigo pinheiro bristlecone da Califórnia, retratado na foto abaixo.

atividade-solar

Estes pinheiros podem viver por milhares de anos e proporcionar uma grande visão sobre a atividade solar, porque as árvores sugam o carbono atmosférico e o armazenam em anéis todos os anos de suas vidas. Assim, quando a atividade solar é fraca, a quantidade de carbono-14 na atmosfera aumenta. Quando uma equipe liderada pela Universidade de Nagoya no Japão analisou os anéis de cada árvore, eles viram quantidades de carbono-14 excepcionalmente altas nos anéis que datavam o ano 5480 a.C., indicando um novo tipo de evento solar.

 

Nós medimos os níveis de carbonoo-14 na amostra do pinheiro em três laboratórios diferentes no Japão, EUA e Suíça, para garantir a confiabilidade de nossos resultados“, disse um dos pesquisadores, A.J. Timothy Jull, da Universidade do Arizona. Olhando o registro dos anéis da árvore, a equipe só encontrou mais dois outros eventos que foram semelhantes, mas menos intensos.

 

Encontramos uma mudança no carbono-14 que foi mais notável do que qualquer outra encontrada anteriormente, com exceção de eventos de raios cósmicos em 775 d.C. e 994 d.C., e o nosso uso de dados anuais, em vez de dados para cada década, nos permitiu identificar exatamente quando isso ocorreu.” O evento identificado foi de longe o mais dramático. O que causou a atividade solar estranha em 5480 a.C. ainda não está claro, mas comparando-o aos outros eventos, a equipe pensa que o padrão de carbono-14 envolveu um Sol muito fraco ou uma série de repetidas e fortes erupções solares.

 

Embora este evento recentemente descoberto seja mais dramático do que outros encontrados até agora, comparações dos dados de carbono-14 entre eles podem nos ajudar a descobrir o que aconteceu com o Sol nessa época“, disse a pesquisadora Fusa Miyake da Universidade de Nagoya. Nós pensamos que uma mudança na atividade magnética do Sol junto com uma série de rajadas solares fortes, ou um sol muito fraco, pode ter causado os dados anormais do anel da árvore.

 

Uma das partes complicadas de tentar descobrir o estranho padrão de carbono-14 é o fato de que ainda não entendemos completamente os mecanismos que impulsionam a atividade solar, causando eventos como chamas solares potencialmente perigosas. Agora que a equipe encontrou evidências do evento, usará estudos de telescópio de outras estrelas parecidas com o Sol no Universo para ter uma ideia do que poderia ter acontecido em 5480 a.C. Os resultados poderiam nos dizer mais sobre como o nosso Sol funciona e como podemos esperar que ele se comporte no futuro.

[ Science Alert ] [ Fotos: Reprodução / Science Alert ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!