Ministro alemão comete suicídio por não suportar pressão pela crise econômica da Covid-19

de Osmairo Valverde 0

Thomas Schaefer, Ministro das Finanças do estado alemão de Hesse, onde encontra-se a famosa cidade de Frankfurt, cometeu suicídio ontem (29), por não suportar as pressões decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

Após análises das autoridades policiais locais, todos os indícios mostram que o ministro teria tirado a própria vida, ao ser encontrado nas linhas de trem, por não suportar a responsabilidade econômica gerada pela Covid-19.

O primeiro-ministro do estado alemão, Volker Bouffier, em entrevista ao site da Bloomberg, além da agência de notícias AFP, comentou que Schaefer estava “profundamente preocupado” com o impacto econômico que a crise da Covid-19 representaria ao estado e ao país.

Thomas Schaefer não teria suportado a pressão psicológica da pandemia. Isso mostra que a saúde mental não pode ser negligenciada por parte dos governantes em relação aos funcionários do alto escalão que lidam diretamente com enorme carga emocional.


“Hesse [o estado] abriga a capital financeira da Alemanha, Frankfurt, onde grandes credores como Deutsche Bank e Commerzbank têm sua sede. O Banco Central Europeu também está localizado em Frankfurt”, explicou o site The Straits Times.


Segundo o site, a pressão sobre o controle financeiro do estado de Hesse é extrema, visto que ali está concentrado grandes empresas e corporações bancárias que precisam ser protegidas em meio a uma pandemia que poderá ser devastadora para a economia mundial por meses, ou até anos.

Schaefer, 54 anos, casado, tinha dois filhos e era ministro há 10 anos. Bouffier afirmou que ele estava trabalhando “dia e noite” para amenizar os impactos econômicos para empresas e funcionários pela pandemia e disse estar em “estado de choque” com a notícia.

Fonte(s): The Times of India / Al Jazeera / The Straits Times Foto(s): Divulgação  

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!