Irã: idosa de 103 anos sobrevive e tem recuperação completa da Covid-19 após 1 semana internada

A pandemia da Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, é especialmente perigosa para idosos, mas alguns estão fugindo das estatísticas e conseguindo ter recuperação completa

de Osmairo Valverde 0

Várias nações estão sendo severamente afetadas pela pandemia da Covid-19. Em algumas, como no Irã, os números são impressionantes. O país já registra quase 1.600 mortos e o número de doentes confirmados se aproxima dos 21.000.

O cenário atual é preocupante, mas no meio do caos existem exemplos de esperança que devemos pontuar. De acordo com a Agência de Notícias da República Islâmica, veículo oficial do governo iraniano para divulgação, uma senhora de 103 anos conseguiu vencer completamente a Covid-19.

Atualmente, os números estão confusos e não existem dados homogêneos para todo o planeta. Cada país apresenta sua realidade sobre a taxa de mortalidade, indicando que existem variantes importantes, não sendo apenas o sistema imunológico o fator decisivo.

Na China, onde o surto de coronavírus teve início, a taxa de mortalidade ficou em torno dos 2,3%, abaixo do esperado. Na Itália, os números não param de subir, contando atualmente com 8,5% de mortos que contraíram a Covid-19.

A explicação para esta disparidade não é unânime. Nem todos os especialistas concordam que a taxa mais acentuada de mortos na Itália seria pela maior quantidade de idosos no continente europeu.

Existem várias dúvidas sobre o coronavírus e diversos estudos estão em andamento em todo o mundo. O que se sabe é que pessoas com mais de 60 anos, especialmente as que apresentam doenças preexistentes, são mais vulneráveis ao vírus, mas existem registros de mortes em jovens e até crianças que não apresentavam doenças anteriores.

A paciente de 103 anos foi hospitalizada na cidade de Semnã, 180 km de distância da capital Teerã. Ela ficou internada por uma semana no Hospital Koser e conseguiu obter recuperação completa. A confirmação do caso veio de Navid Danayi, diretor da Universidade de Semnán de Ciências Médicas.

Atualmente, estão proibidas escolas, universidades, centros educacionais, atividades públicas em massa, shows, eventos e esportes. O Irã chocou o mundo ao revelar, nesta semana, que uma pessoa morre a cada 10 minutos vítima do coronavírus.

Fonte: Agência de Notícias da República Islâmica Foto: Reprodução / VIX

Conteúdos do Jornal Ciência

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!