Belo Horizonte: funerária recebe 73 corpos em apenas 72 horas e causa desconfiança sobre coronavírus

O fato chamou a atenção especialmente após apuração do jornal Correio Brasiliense, onde 23 das mortes foram confirmadas como sendo por dificuldades respiratórias

de Osmairo Valverde 0

Em Belo Horizonte, uma funerária registrou a incrível marca de 73 cadáveres em apenas 72 horas, entre sexta-feira (20/03) e domingo (22/03). Isso chamou a atenção e deixou questionamentos no ar sobre a possibilidade do alto número ser por Covid-19, provocada pelo novo coranavírus.

Do total de mortos, 23 teriam morrido por complicações nos pulmões, incluindo a insuficiência respiratória aguda, pneumonia crônica e pneumonia aspirativa. As informações são do jornal Correio Brasiliense que apurou o caso.

O governo do estado de Minas Gerais não confirma, até o momento, nenhuma morte provocada por Covid-19. Segundo a reportagem, que teve acesso ao boletim de ocorrência, uma denúncia anônima disse que 41 cadáveres deram entrada na funerária em 48 horas, algo atípico para os padrões de qualquer funerária.

O informante anônimo, ainda comentou, que existia grande aglomeração no local. A polícia foi até o estabelecimento para averiguação e pediu informações do gerente sobre os corpos. Segundo novas informações editadas pelo jornal, a polícia teria confirmado a existência do boletim, mas disse há pouco que desconfia da veracidade das informações prestadas. 

A reportagem do Correio Brasiliense, que conversou com o gerente da funerária, confirmou que ele, em 30 anos de carreira, jamais presenciou um número tão grande de corpos em um espaço tão curto de tempo. “Sim, recebemos muitos corpos desde sexta. Dobrou (a quantidade) por conta das mortes por insuficiência respiratória”, disse ao Correio.

O jornal ainda afirma que, através de fontes do governo mineiro, o boletim de ocorrência foi cancelado e não conseguiram mais ter contato com a Polícia Civil de Minas Gerais para confirmar o ocorrido.

Até o momento, não existe nenhuma morte, oficial, registrada no estado de Minas Gerais. O governo, por meio da Secretaria de Saúde, disse que a situação será investigada pelos órgãos competentes, ressaltando novamente que nenhuma morte foi confirmada por Covid-19 em Minas Gerais.


“É importante que nós levemos essa informação a todos para não criar pânico desnecessário, inclusive com situações que estão em apuração. O mais importante é que essas informações estão sendo checadas, mas que já há o indício de informações inverídicas, como eu falei, e precisamos de muita cautela no repasse a essas informações”, disse o porta-voz da PM salientando que não existem confirmações ou motivo para pânico.

Atualização

Através de nota, a funerária Grupo Zelo disse que “todos os procedimentos estão dentro da normalidade”, referindo-se ao Boletim de Ocorrência. Sobre o aumento na quantidade de cadáveres recebidos na funerária, disseram nada que possa ser considerado significativo, estando dentro da regularidade para essa época do ano”.

O Grupo Zelo ainda comentou que não tem nenhuma informação sobre Covid-19, já que não se envolve na emissão de atestados de óbitos, que é de responsabilidade dos hospitais.

Fonte: Correio Brasiliense Foto Ilustrativa: Reprodução / Independent

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!