Cura da AIDS está próxima? Identificada forma de destruir células infectadas pelo HIV

de Ötto Valverde 0

Os cientistas anunciaram um grande e potencial avanço na luta contra o HIV e a AIDS em uma nova abordagem celular.

 

Cientistas do Institut Pasteur, de Paris, afirmam que conseguiram destruir com sucesso células infectadas com o vírus HIV. Em geral, quem é portador do vírus é tipicamente tratado com o coquetel antirretroviral.

 

O grande problema desta classe de medicamentos é que ela não consegue remover o vírus do corpo, apenas do sangue circulante, não atingindo os vírus que estão “escondidos” dentro das células.

> Cientistas encontram anticorpo capaz de neutralizar o HIV em 98% dos casos

De acordo com publicação na revista científica Cell Metabolism, pesquisadores encontraram uma maneira de eliminar as células infectadas com o “reservatório” de HIV.

 

Em um comunicado à imprensa publicado pelo portal Eureka Alert, um porta-voz do Institut Pasteur, disse: “O tratamento antirretroviral usado hoje é projetado para bloquear a infecção pelo HIV, mas não é capaz de eliminar o vírus do corpo. O vírus permanece em reservatórios – as células do sistema imunológico chamadas Linfócitos T-CD4+, os principais alvos do HIV”.

 

O HIV atinge as células com sua alta atividade metabólica e, em outras palavras, “sequestra” a energia da célula para se multiplicar.

A publicação da revista ainda afirma que: “Graças aos inibidores da atividade metabólica, os pesquisadores conseguiram destruir essas células infectadas em laboratório”.

> Testaram em humanos um novo tipo de vacina contra o HIV e fato emocionou cientistas

O estudo conclui afirmando que a pesquisa abre um novo caminho de possibilidades para a remissão da doença, eliminando as células que contenham o “reservatório viral”.

 

O próximo passo é testar a técnica em organismos vivos. Em teoria, se a carga viral for baixa o suficiente, destruir as células onde o HIV se esconde e extrair a energia vital para sua multiplicação, pode impedir o vírus de se espalhar pelo corpo e, talvez, erradicá-lo completamente do paciente.

 

O estudo foi financiado pelo Institu Pasteur, AmFAR (Fundação Americana para pesquisa da AIDS) e Sidaction (um evento público francês que arrecada fundos para pesquisas contra o HIV).

LEIA MAIS!

> Cientistas encontram anticorpo capaz de neutralizar o HIV em 98% dos casos

> Testaram em humanos um novo tipo de vacina contra o HIV e fato emocionou cientistas

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / News Medical ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!