TOP 8 tipos de câncer mais propensos a afetar pessoas com excesso de peso

de Julia Moretto 0

Os cientistas sempre afirmaram que o excesso de peso aumenta a chance de desenvolver câncer.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Porém, estudos recentes da Agência Internacional de Pesquisa do Câncer confirmaram que a obesidade aumenta o risco de 13 tipos de câncer — 8 tipos a mais do que se tinha conhecimento anteriormente.

Dessa forma, cerca de 9% dos diferentes tipos de câncer estão associados à obesidade.

 1 – Câncer de estômago

O excesso de gordura pode ocasionar uma inflamação crônica, principalmente no trato gastrointestinal.

A inflamação crônica, que diversas vezes é causada pelo peso excessivo, pode levar a uma irritação mais profunda e resultando em câncer.

2 – Câncer de fígado

O fígado pode sofrer alterações devido à obesidade, que no estágio fatal, pode se tornar câncer.

3 – Câncer da vesícula biliar

O excesso de peso pode resultar em cálculos biliares e acumulação de colesterol. Este problema pode ocasionar inflamação na vesícula biliar, além das pedras aumentarem o risco de câncer.

4 – Câncer do pâncreas

Grande parte da população sabe que a obesidade afeta a produção de insulina no corpo. Essas anormalidades nos processos metabólicos podem ocasionar o desenvolvimento de câncer.

5 – Câncer de ovário

O estrogênio é causado pelas células de gordura. O câncer de ovário é causado pelo aumento dos níveis de hormônios, além da inflamação crônica causada pela obesidade.

6 – Meningioma

De acordo com especialistas, hormônios adicionais produzidos por células de gordura podem resultar em tumores cancerosos.

7 – Câncer de tireoide

A obesidade causa insuficiência hormonal no corpo, aumentando a glândula da tireoide. Quanto maior, mais chances as células têm de se tornarem cancerosas.

8 – Mieloma múltiplo                                                   

A obesidade também estimula o processo inflamatório, acarretando em problemas na medula óssea. Um grande volume de células faz com que haja mais chances de mutação e desenvolvimento de câncer de sangue.

Fonte: Guru Fotos: Reprodução / Guru

Jornal Ciência