Quer viver mais? Evite fazer sexo!

de Merelyn Cerqueira 0

Desesperadas por uma poção mágica que possa oferecer uma vida mais longa, muitas pessoas tentam uma série de crenças. Mas os cientistas finalmente descobriram como estender o tempo de vida.

 

Segundo o estudo, não ter relações sexuais vai ajudar a viver mais tempo. Os especialistas acreditam que essa é a explicação do por que as freiras – que ficam longe do ato completamente – tendem a viver mais. Pesquisadores da Universidade de Sheffield descobriram que nas comunidades de bicho-da-farinha, vivem mais tempo os que evitam o acasalamento. Por outro lado, aqueles que tentaram se reproduzir todos os dias faleceram em uma idade muito menor.

 

O acoplamento libera um hormônio necessário nos insetos para produzir esperma em um macho ou ovos em uma fêmea. Mas essa substância também possui efeito negativo sobre o sistema imunológico, os pesquisadores descobriram. Isso os torna vulneráveis ​​a infecções potencialmente mortais como a capacidade natural do seu corpo para combater as bactérias. Ter relações sexuais possui um efeito negativo sobre o sistema imunológico de besouros de minhocas – tornando-os vulneráveis ​​a infecções.

 

Apesar do mecanismo não ser o mesmo em seres humanos, o autor do estudo Dr. Michael Siva-Jothey acredita que o princípio pode ser aplicado. Freiras tendem a ter uma vida mais longa do que as mulheres com filhos e a maioria das pessoas sabe de alguém com uma tia solteira que parece viver para sempre. A pergunta é, por quê?”, disse Michael.

 

Os seres humanos também têm sistemas imunológicos mais fracos durante o sexo, o que explica como as DSTs podem ser facilmente disseminadas. Freiras, sacerdotes, vigários e monges são conhecidos por viverem mais tempo do que outros – mas não por sua proteção religiosa. Acredita-se que a pouca incidência de pressão arterial elevada – o que aumenta o risco de doença cardíaca e derrame – seja a responsável.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Manual do Mundo Moderno ]

Jornal Ciência