Por que não devemos fazer xixi antes das relações sexuais, mas sempre depois?

de Redação Jornal Ciência 0

É bastante comum que homens e mulheres procurem ir ao banheiro para fazer xixi antes das relações sexuais. Geralmente, o hábito se dá para não sentir desconforto no momento íntimo.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Mas, a prática é totalmente criticada por especialistas, que dizem que você deve “segurar um pouquinho” e aguardar para urinar apenas após as relações sexuais.

A afirmação foi dada pelo urologista de Nova York, Dr. David Kaufman, que disse que a ideia de ir ao banheiro fazer xixi antes do sexo é “um grande equívoco realizado por seus pacientes”.

Ele comentou em entrevista, de acordo com o jornal britânico Metro UK, que urinar antes pode aumentar consideravelmente suas chances de desenvolver uma infecção urinária.

Ele explicou que, após o sexo, um forte fluxo de urina consegue desalojar bactérias vaginais e vindas do ânus que podem ter sido empurradas durante a prática. Se as bactérias não forem removidas, elas podem percorrer o caminho até a bexiga e promover uma infecção urinária. Isso vale para mulheres e homens.  

Segundo ele, esta é a causa número 1 das infecções do trato urinário pós-coito. A questão parece ser tão comum que ganhou até um nome informal: Cistite de Lua de Mel.

“As bactérias têm pequenas proteínas que agem como ganchos de velcro, que lhes permitem ficar unidas nas paredes internas da uretra. Ter um fluxo contínuo de urina depois do ato é crucial, já que as bactérias são difíceis de serem desalojadas”, afirmou.

Por mais incômodo que possa parecer, o Dr. Kaufman disse ainda que recomenda que as pessoas mantenham suas práticas sexuais segurando o xixi na bexiga, porque assim a vontade de ir ao banheiro surgiria logo após o orgasmo.

Fonte(s): Metro UK Imagens: Reprodução / Freepik

Jornal Ciência