Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

O que acontece com seu corpo se você beber apenas refrigerante?

de Merelyn Cerqueira 0

Apesar de soar como um experimento absurdo, o que aconteceria com uma pessoa se ela entrasse em uma dieta de apenas refrigerante?

Correndo o risco de afirmar o óbvio, esse tipo de bebida traz efeitos negativos para saúde e para provar isso, o britânico George Prior, resolveu colocar essa dieta em prática.

Durante um mês, a Coca-Cola foi seu único alimento e ele registrou o resultado em uma série de pequenos vídeos disponível em seu canal no YouTube. O experimento consistia em tomar cerca de 10 latas de refrigerante por dia, e todo o processo teria acompanhamento médico.

Após consumir exatas 300 latas de refrigerante, o britânico constatou que engordou nada menos do que nove quilos e sua pressão arterial, até então normal, subiu para 14/9. O que aconteceu graças à enorme quantidade de açúcar presente nesse tipo de bebida.

No final do experimento, ao 28º dia de uma dieta a base de refrigerantes, ele constatou que, além do ganho de peso, outros efeitos colaterais também foram sentidos:

1 – Fome constante

comida-fome_01

Segundo ele, a ingestão constante de refrigerantes e nenhuma comida sólida fez com sentisse muita fome.

Esse apetite incontrolável, causado pela presença dos açúcares artificiais, ajudam no ganho de peso e ainda aumentam o risco de diabetes. Nem mesmo as versões “zero” aliviariam essa fome contínua. 

2 – Degradação dos dentes

dentes_01

As bactérias que normalmente vivem na boca aumentam de forma vertiginosa em razão dessa presença extra de açúcar, levando ao crescimento do número de cáries.

3 – Vício

Substâncias como cafeína aumentam o desejo pela bebida. Em um estudo realizado pela Universidade John Hopkins, descobriram que esse tipo de substância não é colocado para acentuar o sabor, como dizem os fabricantes, e sim para viciar os consumidores.

Segundo eles, um experimento realizado em um grupo de 25 pessoas constatou que apenas 8% delas foram capazes de notar a diferença entre bebidas com e sem cafeína.

4 – Infartos, problemas no fígado e câimbras

Por fim, nos casos de infartos e problemas de fígado, a culpa seria do xarope de milho, presente na maioria dos refrigerantes e impossível de ser metabolizado pelo organismo.

Por outro lado, e por causa da cafeína e frutose, o corpo fica carente de potássio, aumentando a evidência de câimbras, diarreias e cólicas.

Além disso, problemas como arritmia cardíaca e constantes desmaios também foram computados.

Fonte: Segredos do Mundo Fotos: Reprodução / Segredos do Mundo

Jornal Ciência