Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

No Paquistão, caminhão-tanque tomba, pessoas tentam saqueá-lo e cerca de 153 são queimadas vivas em explosão

de Merelyn Cerqueira 0

Pelo menos 153 pessoas foram mortas e cerca de 140 ficaram feridas em um incêndio envolvendo um caminhão-tanque na região central do Paquistão.

O incidente ocorreu um dia antes do começo das festas de Eid ul-Fitr, que celebram o fim do Ramadã, quando as estradas estavam cheias de pessoas que viajavam de volta para casa.

Embora a polícia tenha tentado acalmar a região, moradores locais se precipitaram em direção ao local do acidente para garantir combustível grátis. Com informações do Daily Mail.

caminhao-saque-gasolina-explosao

O caminhão-tanque explodiu na estrada nacional, cerca de 96 km a sudoeste de Multan. Ele se dirigia da cidade portuária do sul de Karachi para Lahore, capital de Punjab, quando o motorista perdeu o controle do veículo e o tombou.

Os alto-falantes de uma mesquita local anunciaram do que se tratava a carga. Logo, aldeões de toda a região correram em direção ao local do acidente para conseguir combustível, de acordo com Rizwan Naseer, chefe dos serviços de resgate de Punjab. Pensa-se que, como alguns fumavam cigarros no momento, acabaram provocando o grande incêndio.

caminhao-saque-gasolina-explosao_1

As imagens do acidente mostram enormes chamas e nuvens negras e espessas de fumaça em ascensão, juntamente com uma série de veículos queimados. O tanque caiu próximo à cidade de Ahmedpur East, a 670 quilômetros ao sul de Islamabad.

Cerca de 140 pessoas ficaram feridas, 40 das quais em estado grave, de acordo com Mohammad Baqar, um dos socorristas. Segundo ele, a tendência é que o número de mortos aumente.

Os militares disseram que estavam enviando helicópteros do exército para evacuar os feridos, e os hospitais mais próximos foram alertados. 

Segundo uma testemunha, Mohammed Salim, que correu em direção ao acidente com baldes de água e areia para ajudar, o calor era muito intenso para tentar qualquer ação. Eu podia ouvir as pessoas gritando, mas não conseguia chegar até elas”, disse.

Já o policial Abdul Mailik, um dos primeiros a chegar à cena, descreveu que a situação era extremamente horrível. “Nunca vi nada parecido em toda minha vida”, disse. “Vítimas presas em bolas de fogo, gritando por ajuda”.

Segundo ele, quando o fogo foi controlado, muitos corpos eram vistos por todo o lado, e pessoas ainda vivas estavam em péssimo estado.

Muitas das vítimas, que foram levadas ao Hospital Victoria de Bahawalpur, no sul de Punjab, apresentaram cerca de 80% de seus corpos queimados. O hospital declarou estado de emergência e convocou médicos e enfermeiras adicionais para formar uma equipe que atuou após o incêndio.

Homens, mulheres e crianças estavam entre os mortos, muitos dos quais só poderão ser identificados por meio de exames de DNA. O primeiro-ministro Nawaz Sharif expressou suas condolências às famílias da vítimas e afirmou que o governo ofereceria “assistência médica completa” a quem precisasse.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência