Galinhas foram modificadas geneticamente para botarem ovos com “medicamentos” contra o câncer

de Merelyn Cerqueira 0

Os ovos botados por um grupo de galinhas modificadas por pesquisadores da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, estão saindo com algo “especial” que promete ajudar no combate ao câncer.

 

Segundo informações da Futurism e Science Alert, os pesquisadores inseriram um gene humano no DNA das galinhas para que estas começassem a produzir ovos com uma quantidade significativa de duas proteínas usadas para tratar doenças, inclusive o câncer. O processo, segundo eles, é muito mais barato que os atuais usados na produção de proteínas.

 

A produção de frangos no Reino Unido pode custar de 10 a 100 vezes menos que as fábricas d medicamentos“, disse a pesquisadora Lissa Herron à BBC. “Então, esperamos ver pelo menos 10 vezes menos o custo total de fabricação“.

O corpo humano produz naturalmente as proteínas IFNalpha2a e CSF de macrófagos, agora encontradas nos novos ovos. Aparentemente, cada um deles desempenha um papel importante em nosso sistema imunológico e drogas contendo ambas as proteínas são amplamente utilizadas pelos médicos para o tratamento de câncer e outras doenças. O problema, no entanto, é que reproduzi-las em laboratório é algo difícil e muito caro.

 

Para o estudo, os pesquisadores inseriram o gene que produz as proteínas no DNA das galinhas que manipula a produção do ovo. Então, quando testaram os ovos, descobriram que apenas três continham uma dose das proteínas humanas.

Dr. Lissa Herron, responsável pela pesquisa genética com as galinhas. Foto: WBC-TV

De acordo com Herron, o processo não afetou a saúde das aves, e que elas realizaram a postura normalmente dos ovos, sem nenhuma influência negativa ou comportamental. Embora os resultados tenham sido promissores, a equipe acredita que levaria entre 10 e 20 anos para que as agências reguladoras aprovassem o uso humano de qualquer droga desenvolvida a partir de frangos geneticamente modificados.

 

Ainda não estamos produzindo medicamentos para as pessoas“, disse a pesquisadora Helen Sang à BBC, “mas este estudo mostra que as galinhas são comercialmente viáveis ​​para produzir proteínas adequadas para estudos de descoberta de drogas e outras aplicações em biotecnologia”, salientou.  Os resultados do estudo foram publicados na revista científica BMC Biotechnology.

[ Fonte: Science Alert ]

[ Fotos: Reprodução / BBC ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.