Fetos podem ver e ouvir ainda mais do que acreditávamos, diz estudo

de Merelyn Cerqueira 0

Alguns fatos surpreendentes se destacam quando o assunto é gravidez. Entre eles, a consciência que os bebês possuem enquanto ainda estão no útero. A audição e visão se desenvolvem muito cedo, por isso, eles são capazes de captar muito mais informações do antes acreditávamos, segundo informações da Science Alert.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Basicamente, cada bebê, mãe e gravidez são diferentes. No entanto, na maioria dos fetos o ouvido interno começa a se formar por volta da 16ª semana de gestão, permitindo-lhe ouvir uma série de sons. Por volta da 24ª semana, a cóclea, tímpano, ossículos e outras estruturas cruciais dos ouvidos são completamente formadas. Logo, o bebê é capaz de ouvir e gravar sons. A partir da então, podem facilmente ouvir os batimentos cardíacos da mãe, bem como quando ela come, anda, fala, faz exercícios, arrota e também os barulhos do aparelho digestivo.

Isso também pode ajudar a explicar o porquê de os bebês acharem alguns ruídos tão reconfortantes. Há também algumas evidências que sugerem que eles aprendam a reconhecer e reagir à voz da mãe enquanto ainda estão dentro do útero.

Os sons altos não incomodam os fetos?

Quando a mãe é exposta a algum tipo de som alto, automaticamente o bebê também é. No entanto, diferente dela, ele não pode cobrir os ouvidos para se proteger. O recomendado é que elas evitem ruídos superiores a 115 decibéis – o que inclui barulhos de motosserras, armas de fogo, motores a jato, música estridente, shows e assim por diante, pois podem danificar a audição do feto. Há ainda de se considerar que sons altos podem surpreender os bebês dentro do útero, por vezes, sendo o suficiente para fazê-los chorar.

Quando e o que os bebês podem ver no útero?

Tecnicamente, os bebês podem “ver” a partir da 16ª semana. No entanto, seus olhos só são reconhecidos como tal a partir da 20ª e se abrem pela primeira vez entre as semanas 26 e 28.

O desenvolvimento da visão é extremamente complicado, uma vez que continua mesmo após o nascimento. Contudo, o feto é capaz de ver do interior do útero. Sua visão é bastante embaçada, mas às vezes consegue responder a fontes de luz brilhantes, como o Sol, ou quando uma lanterna é apontada para a barriga da mãe. O sol, por exemplo, pode ajudar no desenvolvimento dos olhos e reduzir o risco de algumas doenças oculares nos bebês.

Então, como é estar dentro do útero?

Imagine estar dentro de um balão de grande espessura, vermelho e cheio de água. Ainda, experimente projetar a luz de uma lanterna através de suas bochechas, o brilho vermelho escuro criado ali é provavelmente um bom (e prático) exemplo.

[ Science Alert / Business Insider ] [ Foto: Reprodução / Pixabay ]

Jornal Ciência