Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Este é o melhor exercício para o cérebro, de acordo com os cientistas

de Merelyn Cerqueira 0

Quer uma maneira completamente natural de elevar seu humor, melhorar a memória e proteger seu cérebro do declínio cognitivo relacionado à idade? Mexa-se.

Tal afirmação vem em conjunto com uma abundância de pesquisas, incluindo dois estudos publicados recentemente, que sugerem que qualquer exercício físico tem benefícios para o cérebro. Exercícios aeróbicos, que promovem maior movimento e suor, são especialmente benéficos para o cérebro.

Com informações da Business Insider. “O exercício aeróbico é a chave para sua cabeça, assim como é para o coração”, escreveram os autores de um artigo recentemente publicado no blog Mind and Mood, da Escola de Medicina de Harvard.

Enquanto alguns dos benefícios, como melhora do humor, por exemplo, podem ser colhidos em alguns minutos de caminhada ou pedalada, outros, como a melhora da memória, podem precisar de algumas semanas.

Isso significa que o melhor para sua mente é alguma forma de exercício aeróbico realizado regularmente e consistentemente por pelo menos 45 minutos.

Dependendo do tipo de benefício procurado, os cientistas recomendam considerar pelo menos uma caminhada ou corrida rápida em sua rotina.

Um estudo piloto realizado com pessoas em depressão grave descobriu que apenas 30 minutos de caminhada em esteira durante 10 dias consecutivos foi “suficiente para produzir uma redução clinicamente relevante e estatisticamente significativa na depressão”.

Treinos aeróbicos também podem ajudar as pessoas a se sentirem menos estressadas, uma vez que diminuem a produção de hormônios como adrenalina e cortisol, de acordo com um estudo publicado recentemente pelo Journal of Physical Therapy Science.

Para quem tem mais de 50 anos, outro estudo publicado no mês passado pela British Journal of Sports Medicine sugeriu que os melhores resultados vêm de combinações de exercícios aeróbicos e de resistência.

Isso pode incluir qualquer treinamento de alta intensidade, como treinos de yoga dinâmico, que mistura a construção de poses e movimentos.

Outro estudo, publicado no início de maio, forneceu um apoio adicional a essa última pesquisa, uma vez que descobriu que adultos com idades entre 60-88, que andaram por 30 minutos durante quatro dias por semana, em 12 semanas, apresentaram reforços significativos de conectividade em uma região do cérebro que fora enfraquecida pela perda de memória. 

Em um experimento realizado com mulheres mais velhas, que apresentaram sintomas potenciais de demência, cientistas descobriram que o exercício aeróbico foi ligado a um aumento do tamanho do hipocampo, uma área do cérebro envolvida na aprendizagem e memória.

Os cientistas ainda não sabem por que esse tipo de exercício parece fornecer benefícios para o cérebro, mas sugere-se que tenha a ver com o amento do fluxo sanguíneo, que fornece ao nosso cérebro energia e oxigênio. 

Joe Northey, principal autor do estudo britânico e cientista pela Universidade de Canberra, afirmou que sua pesquisa sugere que qualquer pessoa com boa saúde e acima dos 50 anos, deve fazer de 45 minutos a uma hora de exercícios aeróbicos “em quantos dias da semana for viável”.

Fonte: Science Alert Fotos: Reprodução / Science Alert

Jornal Ciência