Médicos encontram 9 dentes no cérebro de uma criança de 5 anos. Entenda o caso!

de Merelyn Cerqueira 0

Médicos do Hospital Infantil da Universidade de Medicina de Zhejiang, em Hangzhou, leste da China, removeram do cérebro de um menino de cinco anos nove dentes após ele se queixar de dores de cabeça.

A criança foi diagnosticada com um tipo de tumor raro, conhecido como teratoma, que não havia sido detectado desde o seu nascimento, segundo informações do jornal Mirror.

Os pais do menino o levaram ao hospital após este sofrer uma queda e começar a apresentar sintomas como vômito e dores de cabeça.

Exames de ressonância magnética revelaram hidrocefalia (água no cérebro) bem como objetos de alta densidade perto de seu tronco cerebral.

A criança precisou passar por uma craniotomia, que durou cerca de seis horas.Os médicos, liderados pelo cirurgião Dr. Shen Zhipeng, removeram nove dentes do cérebro do menino, que foram identificados como parte de um teratoma, uma forma de tumor de células germinativas que pode ser maduro e benigno ou imaturo e canceroso.

Segundo o médico, a cirurgia foi complicada porque o cérebro humano é extremamente delicado, especialmente o de uma criança. “Foi como tirar ossos de um ovo cru”, afirmou.

“Todo mundo está ciente de que a leucemia é o câncer mais comum em crianças, mas o que as pessoas não sabem é que os tumores do sistema nervoso central são o segundo mais frequente”, alertou.

Segundo ele, dos tumores do sistema nervoso central, os teratomas são considerados os mais incomuns, sendo encontrados em apenas 5% dos casos. Destes, 10% são avaliados como teratomas maduros.

Difíceis de serem detectados no início do desenvolvimento, eles normalmente vêm acompanhados de hidrocefalia grave. “Quando uma criança começa a exibir sintomas como dores de cabeça e vômitos, a primeira reação dos pais é recorrer à medicina interna ou à gastroenterologia – mas na verdade isso pode estar sendo causado por um tumor no cérebro”.

Logo, o médico aconselhou os pais a considerarem exames cerebrais se as crianças apresentarem crises de vômito por mais de quatro semanas.

Fonte: Mirror Fotos: Reprodução / Mirror

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.