Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Estas 2 perguntas só podem ser respondidas por um esquizofrênico ou gênio: Faça o teste!

de Redação Jornal Ciência 0

É impossível determinar se uma pessoa é esquizofrênica ou possui outros problemas de ordem mental apenas olhando sua aparência. Às vezes, nem o próprio paciente sabe da existência de tais doenças.

Logo, pacientes suspeitos podem ser avaliados e testados para determinar, psicologicamente, como o cérebro se comporta, na tentativa de descobrir o que se passa na mente.

No entanto, o site BrightSide preparou duas perguntas simples que podem nos dar uma base para a situação. São duas perguntas que só podem ser respondidas por pessoas esquizofrênicas ou extraordinariamente inteligentes — socialmente rotuladas como “gênios”.

Importante: Para obter resultados mais precisos, você deve ser muito sincero ao responder as pernas, de acordo com seus sentimentos verdadeiros e percepção.

Tente se concentrar no que você vê e não como pensa que deveria ver.

Além disso, trata-se de um teste subjetivo e é necessária a avaliação de um psiquiatra e profissionais de saúde mental para fechar um diagnóstico.

Sendo assim, não encare o teste como uma afirmação definitiva e absoluta, pois isso só pode ser feito por um especialista. Então, vamos lá?

1 – A máscara é convexa (curvada para fora) em apenas um lado? Ou dos dois lados?

2 – A máscara está girando apenas em uma direção? Qual direção? Ou está girando para as duas direções?

Confira as respostas do teste abaixo!

Uma pessoa em situação de esquizofrenia OU genialidade, responderia a primeira pergunta que a máscara é convexa (virada para fora) em apenas um lado. Já a segunda pergunta, seria respondida como a máscara está girando para a direita.

Agora, se você respondeu ambas as perguntas, fique tranquilo. Você é uma pessoa mentalmente saudável. No entanto, se você achou que alguma das respostas foi muito óbvia, pode ser que você precise de ajuda.

A verdade é que o cérebro de uma pessoa saudável tende a ser enganado. Ele leva em consideração as formas artificiais e sombras extras, “corrigindo” a imagem. Logo, acabamos “engolindo” a ilusão, querendo ou não.

Os esquizofrênicos, por outro lado, não têm essa imaginação. Seus cérebros não conseguem estabelecer uma conexão entre os detalhes. Eles veem a máscara exatamente como ela realmente é.

Sendo assim, para eles, a máscara é côncava (profunda internamente) e gira em uma única direção.     

O que diferencia o gênio da “loucura”? Saiba que a esquizofrenia e a genialidade não são tão diferentes. No entanto, é possível distingui-las.

A personalidade do gênio possui ambos os tipos de pensamento: o de uma pessoa saudável e de um esquizofrênico, ou seja, são capazes de alternar entre estes tipos de pensamento.

Logo, os gênios veem a ilusão do jeito que uma pessoa normal vê, mas eles também podem vê-la da forma que um esquizofrênico o faria.

Mais impressionante do que isso é o fato de que os gênios podem fazer com que seus cérebros parem de perceber o engano, o que esquizofrênicos ou pessoas comuns não são capazes.

Fonte(s): BrightSide Foto(s): Reprodução / BrightSide

Jornal Ciência