Doença grave era causada por palito de dente que paciente engoliu sem perceber

de Merelyn Cerqueira 0

Um atleta de 18 anos, de New England, Boston (EUA), quase perdeu a vida após engolir um palito de dente de madeira enquanto comida um sanduíche.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

A parte curiosa dessa história, que foi relatada no New England Journal of Medicine, é que o jovem precisou passar por três hospitais diferentes até conseguir um diagnóstico para os sintomas debilitantes que sentia.

A agonizante jornada do jovem atleta, que não teve sua identidade revelada para preservar sua imagem e privacidade, começou 20 dias antes de sua primeira visita ao hospital.

Ele desenvolveu sintomas de febre e dores na região inferior direita de seu abdômen enquanto viajava para participar de um treinamento esportivo na região sudeste dos EUA.

Uma vez no hospital, relatou ter notado também a presença de sangue nas fezes. Após cinco horas em observação, ele recebeu alta, de modo que, nas duas semanas seguintes, não percebeu sintomas, apenas uma náusea leve que persistia.

Eventualmente, a situação começou a piorar, uma vez que agora estava sentindo dor na região lombar. Exames de ressonância magnética feitos em um segundo hospital revelaram distensão e lesões no intestino delgado, bem como algumas avarias no reto.

Os médicos medicaram o rapaz e o encorajaram a voltar para casa para uma avaliação mais aprofundada posteriormente.

Uma vez em Boston, ele foi encaminhado ao Massachusetts General Hospital onde realizou exames de sangue e fezes.

Os médicos testaram as amostras para várias espécies de parasitas, antígenos, doenças virais e bacterianas. Todos os resultados negativos. Até mesmo uma tomografia computadorizada do abdômen e pelve foi feita, mas nenhuma anormalidade foi detectada.

A febre do rapaz agora pairava os 40°C, com sintomas de rigidez muscular e confusão mental. Perplexos, e sem saber o que havia de errado, os médicos resolveram fazer uma colonoscopia.

Eles encontraram uma grande quantidade de sangue no cólon sigmoide (região do intestino grosso mais próxima do reto e ânus), bem como o agente do problema: um palito de dente de 5 centímetros alojado a 25 cm da abertura anal.

Infelizmente, a agonizante jornada do rapaz não terminou aqui. Após removerem o palito, ele sofreu uma hemorragia grave, sendo necessário cortar cerca de 3 cm de um segmento de uma importante artéria na região para substituí-la por um pedaço de artéria do fêmur.

Felizmente, o jovem se recuperou bem após a cirurgia, recebendo alta seis dias depois do procedimento. Sete meses depois, voltou a praticar esportes. A declaração dada pelo paciente para o ocorrido é de que o palito poderia estar espetado dentro de um sanduíche e ele deve ter comido muito rápido e engolido, sem perceber e sem mastigar.

Fonte: IFL Science / New York Times Fotos: Reprodução / IFL Science 

Jornal Ciência