Cientistas afirmam ter encontrado proteína extraterrestre em meteorito pela primeira vez

A descoberta é fundamental para entendermos mais sobre os mistérios de como surgiu o nosso Sistema Solar e ter esperanças por encontrarmos vida fora da Terra

de Osmairo Valverde 0

Através de nova técnica de análise, cientistas conseguiram identificar, pela primeira vez, uma proteína extraterrestre escondida dentro de um meteorito que caiu na Terra há 30 anos.

Isso animou os cientistas porque, se o estudo puder ser confirmado por outros pesquisadores ao redor do mundo, isso significará que encontramos, pela primeira vez, uma proteína que se originou fora do nosso planeta.

O estudo foi publicado (em inglês) no site científico arXiv. Segundo a publicação, a proteína recém-descoberta será chamada hemolitina, por possuir ferro e lítio em sua estrutura. Além disso, este agrupamento molecular é capaz de absorver fótons (luz), conseguindo assim “quebrar a molécula de água”, separando o agrupamento hidroxila (OH) do hidrogênio (H).

Entre os autores do estudo, está a pesquisadora do departamento de biologia celular da Universidade de Harvard, Julie McGeoch. Através de uma técnica ultramoderna de espectrometria de massa, os cientistas analisaram o meteorito chamado Acfer 086, encontrado na Argélia em 1990.

Como ter certeza não ser da Terra?

Embora a hemolitina seja estruturalmente semelhante às proteínas terrestres, ela possui uma proporção de deutério (também conhecido como hidrogênio “pesado) diferente da quantidade encontrada nas proteínas da Terra.

Esta quantidade não corresponde a nada que exista no planeta, mas é consistente com a quantidade encontrada de deutério em cometas que caíram no planeta por longos períodos.

Será mesmo uma proteína?

Os pesquisadores acreditam que sim, mas existe a possibilidade, mesmo que mínima, da nova proteína ser algum tipo de polímero – uma classe de moléculas que não pertence às proteínas. E esta confirmação final só será dada através das análises de outros cientistas.

Em estudos recentes, ficou demonstrado na Estação Espacial Internacional, que proteínas são mais fáceis de serem produzidas no espaço por causa da gravidade reduzida. Lá, os astronautas conseguiram produzir enormes moléculas de proteínas, estáveis o suficiente para serem trazidas à Terra.

Fonte: Science Alert

Foto: Divulgação

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!