Cão espera em hospital por 3 meses por dono que morreu de Covid-19

O caso emocionou pela cumplicidade e lealdade canina ao seu dono

de Osmairo Valverde 0

Um cão esperou seu dono por três meses na porta de um hospital em Wuhan, província chinesa onde deu início a pandemia do novo coronavírus, após seu dono dar entrada apresentando sintomas graves.

O vira-lata com 7 anos de idade, foi chamado de Xiao Bao (Pequeno Tesouro, traduzido do mandarim), e chegou ao Wuhan Taikang Hospital junto com seu dono, um senhor idoso, em fevereiro, no auge da pandemia na China.

Infelizmente, o faxineiro aposentado Zhu Youzhen, de 65 anos, não venceu a batalha contra a Covid-19. Mas, seu cão permaneceu na porta do hospital aguardando ansiosamente por seu retorno, local onde o viu pela última vez.

Sensibilizados com o amor do animal, funcionários do local alimentavam o pequeno Xiao Bao diariamente. Após 13 de abril, quando Wuhan suspendeu as restrições de bloqueio e um pequeno mercado localizado no hospital pôde reabrir, o lojista Wu Cuifen conheceu o caso do pequeno cão.

O texto continua após os links abaixo:

“Eu notei o cachorrinho quando voltei ao trabalho em meados de abril. Eu o chamei de Xiao Bao. Esse é o nome que eu dei a ele. Me explicaram que ele era de um aposentado, que foi internado e morreu de coronavírus. Xiao Bao não sabia de sua morte, e ficou todo este tempo no hospital procurando e esperando por ele”, disse o comerciante.

Funcionários tentaram, diversas vezes, deixá-lo em um local distante, mas Xiao Bao sempre retornava ao hospital, local onde viu seu dono pela última vez. Foto: Reprodução / Daily Mail

Ele prossegue relatando o amor do cachorro por seu dono: “Ele nunca saiu do hospital. Era incrivelmente emocionante a lealdade. Eu me familiarizei pelo cachorro e depois o trouxe para a loja. Todas as manhãs, quando abria, Xiao Bao estava lá esperando por mim. No final do dia, também”, em entrevista ao Daily Mail.

Wu Cuifen comentou ainda que funcionários tentaram retirar o cão do local, mas ele se recusava a sair. Mesmo quando o deixavam em qualquer lugar distante, ele sempre voltava ao Hospital Taikang e aguardava pacientemente seu dono falecido voltar.

Lamentavelmente, em 20 de maio, o Hospital Taikang ficou completamente cheio pela segunda onda da Covid-19 e a equipe começou a receber inúmeras reclamações pela presença do cão que andava pelos corredores em busca do dono.

A equipe de enfermagem foi obrigada a chamar uma agência de proteção aos animais para retirar o cão. Ele foi castrado e tratado pelos veterinários e colocado em um alojamento. O abrigo agora faz uma análise de todas as pessoas que se ofereceram para adotá-lo. Até o momento, ele ainda não tem um novo lar.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!