Austrália pretende matar 2 milhões de gatos até 2020 para preservar espécies nativas

de Julia Moretto 0

Austrália anunciou que até 2020 pretende cometer eutanásia em mais de 2 milhões de gatos. Essa medida repercutiu no mundo inteiro e fez com que ativistas e personalidades da mídia classificassem a ideia como “absurda e inaceitável”. 

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

O que acontece é que desde a chegada dos felinos no país durante a colonização, estes animais não encontraram predadores e acabaram procriando desenfreadamente.

o-mundo-inteiro-se-revoltou-contra-a-australia

Em contrapartida, por serem caçadores, os gatos foram os responsáveis pela extinção de muitas espécies nativas e ainda ameaçam outras.

De acordo com declaração oficial do governo, em publicação do jornal The Washington Post, “temos mais de 500.000 espécies que só existem aqui. Elas são parte de nossa identidade e de nossa nação, se as perdermos, será como perder parte de nossa alma”.

Essa é apenas uma alternativa de lidar com o problema. O governo também disse que vai criar grades de proteção nas zonas de preservação.

Fonte: Washington Post Foto: Reprodução / Washington Post

Jornal Ciência