Cadela é morta para ser enterrada no caixão da dona após pedido em testamento

de Osmairo Valverde 0

 Um caso absurdo ganhou as redes sociais e gerou polêmica por um pedido de testamento considerado cruel.

Após ser divulgado na TV, muitos moradores da cidade de Chesterfield, em Vírginia, Estados Unidos, ficaram em choque com a atitude tomada pela família de uma mulher falecida.

A cadela que foi sacrificada, da raça Shih Tzu, era completamente saudável e não tinha nenhum problema que justificasse a barbárie.

Depois de sua dona deixar explícito em seu testamento que, após morrer, sua cadela deveria também ser morta para ser enterrada junto com ela, a família resolveu cumprir o pedido. Ainda de acordo com a cláusula, a cadelinha deveria ser morta para “descansar em paz”.

De acordo com o canal de TV NBC, após a morte da dona, Emma foi levada para o Abrigo de Animais de Chesterfield. Os responsáveis pelo local foram relutantes e não quiseram entregar a cachorrinha para o sacrifício, quando souberam da cláusula absurda.


Sugerimos que eles poderiam fazer qualquer coisa com o animal, menos matar. Podíamos ter encontrado outro lar para ela”, afirmou Carrie Jones, dona do abrigo em entrevista à NBC.


Mas, os parentes não quiseram ouvir e no dia 22 de março (embora o caso só tenha sido revelado agora), recolheram Emma do abrigo para matá-la.

Logo após, ela foi levada para uma clínica veterinária onde um médico fez a eutanásia.

Ainda de acordo com o testamento, ela deveria ser cremada, para que as cinzas fossem colocadas dentro do caixão.

O motivo da cremação foi por questões legais. Segundo as leis do estado da Virgínia, o corpo de um cão não pode ser enterrado com uma pessoa, mas a lei não cita sobre restos mortais, como cinzas por exemplo.

Muitas pessoas ficaram absolutamente chocadas com o caso e expressaram revolta na internet.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.