Tartaruga-marinha morre de envenenamento no sangue após operação que removeu 915 moedas de seu estômago

de Julia Moretto 0

Uma tartaruga-marinha de 25 anos de idade apelidada de “Piggy Bank” morreu após complicações de uma cirurgia para remover cerca de 1.000 moedas de seu interior. Ela engoliu os objetos enquanto estava em cativeiro, de acordo com os veterinários tailandeses.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Os especialistas acreditavam que o animal iria se recuperar bem da operação de sete horas realizada no início deste mês para remover cinco quilos de moedas em seu trato digestivo.

As moedas foram lançadas por turistas que acreditavam que a tradição dava boa sorte. Mas Omsin, ou “Piggy Bank”, piorou durante o fim de semana, desenvolvendo envenenamento no sangue e problemas intestinais graves.

A notícia abalou o coração de muitos tailandeses, que valorizam as tartarugas como um símbolo de longevidade, e levantou questões sobre a colisão de crenças e o bem-estar do animal no país. Omsin, que morava em um centro de conservação em Chonburi, a leste da capital tailandesa, Bangkok, foi levadapara cuidados intensivos na noite de domingo, respirando muito devagar.  Ela recebeu uma operação de emergência na segunda-feira, mas logo depois acabou entrando em coma. 

A lacuna no estômago de Omsin deixada pela remoção das moedas fez com que seu intestino se estrangulasse, bloqueando o fluxo de sangue, disseram os veterinários. A infecção aguda no intestino causou infecção no sangue. 

“Às 10h10 ela foi com paz”, disse Nantarika Chansue, veterinária do centro hospitalar Chulalongkorn. “Ela é minha amiga, professora e paciente”, acrescentou. Veterinários disseram que iriam realizar uma autópsia em Omsin como um estudo de caso, o que beneficiaria o tratamento de tartarugas no futuro.  

A tartaruga viveu durante duas décadas em um pequeno lago em um parque público na província de Chonburi. Visitantes jogavam moedas em seu lago procurando sorte, e a tartaruga passou anos comendo as moedas. A prática formou uma bola com 915 moedas no estômago do animal, quebrando sua concha ventral e foi preciso tratamento veterinário. 

Cinco cirurgiões da faculdade veterinária da universidade de Chulalongkorn removeram as moedas.O conteúdo era muito grande para tirar através da incisão de 10 cm que tinham feito, por isso foi preciso remover poucas moedas de cada vez. Muitas delas estavam corroídas ou parcialmente dissolvidas. Foi somente depois de uma detalhada varredura 3D que os veterinários identificaram o problema. Além das moedas, eles também encontraram dois anzóis, que foram removidos.

Nas semanas após a cirurgia, a tartaruga foi colocada em uma dieta líquida. Ela eventualmente desenvolveu envenenamento no sangue devido aos sérios problemas intestinais. Os profissionais esperam que a cobertura da mídia faça com que as pessoas pensem antes de jogar moedas em lagos onde vivem os animais.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Pixabay

Jornal Ciência