Seu estômago vive roncando? Cuidado! Você pode estar com sérios problemas

de Merelyn Cerqueira 0

Na maioria das vezes, os roncos provocados por nosso estômago são inofensivos.Eles ocorrem quando os movimentos peristálticos balançam o líquido digestivo e, consequentemente, o ar presente no estômago.

Embora algumas pessoas tenham tendências maiores a sofrer com os ruídos, que são conhecidos como borborigmo, eles normalmente não são julgados problemas, uma vez que podem representar fome, ação de digestão, contrações naturais e involuntárias.

No entanto, gastroenterologistas alertam que, por vezes, o borborigmo persistente deve sim ser um motivo de preocupação, especialmente quando acompanhado de arrotos, flatulências e inchaço abdominal. As causas para esses problemas podem ser muitas, conforme informações do Diário de Biologia:

1 – Comer rápido

Comer rápido pode fazer com que você engula ar. Quando isso ocorre, o ar se assenta sobre a comida dentro do estômago, obrigando a válvula superior do órgão a se abrir, o que consequentemente provocará o borborigmo.

2 – Alimentos contaminados

Alimentos contaminados por bactérias também podem provocar barulho durante a digestão. Conforme a comida vai do estômago para o intestino “fora do processo normal”, o borborigmo aparece. Neste caso, é essencial a visita a um médico, uma vez que você corre o risco de sofrer uma intoxicação alimentar.

3 – Síndrome do intestino irritável (SII)

O borborigmo também pode ser um sintoma de SII. Trata-se de um distúrbio intestinal que provoca vontade frequente, por vezes incontrolável, de evacuar, bem como contrações desordenadas dentro do intestino, diarreia, prisão de ventre e inchaço abdominal.

4 – Ruptura ou estrangulamento do tubo digestivo

Também se aponta que, por uma parada total dos movimentos intestinais, o borborigmo pode aparecer. Normalmente, primeiro ocorre uma hiperatividade dos barulhos, seguidos de uma forte constipação. Assim como as causas 2 e 3, esta também é passível de avaliação médica e pode ser extremamente grave.

Fonte: Diário de Biologia Foto: Reprodução / Diário de Biologia

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!