Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Espanha bate recorde absoluto de calor com 47,4 graus

Recorde foi registrado em Montoro, na província de Córdoba

de Redação Jornal Ciência 0

A onda de forte calor que atinge a Espanha bateu recorde absoluto de temperatura no país nesse sábado (14), com 47,4 graus em Montoro, na província de Córdoba, de acordo com a Agência Estatal de Meteorologia (Aemet).

Esta poderá ser “a temperatura mais alta registrada na Espanha”, disse o porta-voz da agência, Rubén del Campo, acrescentando que os dados são provisórios e que terão de ser validados nos próximos dias.

A temperatura de 47,4 graus registrada às 17h de ontem (hora local), é superior ao recorde anterior, estabelecido em 13 de julho de 2017, na mesma região.

Segundo a agência France Presse, pouco tempo depois foi registrada uma temperatura de 46,9 graus no aeroporto de Córdoba.

A onda de calor continua na Espanha, neste domingo (15), com temperaturas acima de 45 graus em várias regiões.

Essas temperaturas, bem acima do normal para esta época do ano, devem-se à chegada de uma massa de ar muito quente do norte da África, combinada com forte exposição solar, de acordo com a agência meteorológica.

Entre 2011 e 2020, a Espanha registrou o dobro das ondas de calor do que em cada uma das três décadas anteriores. Os cientistas consideram que esses fenômenos são resultado inegável do aquecimento global e acreditam que é provável que se multipliquem, prolonguem e se intensifiquem

Fonte(s): Agência Brasil por RTP Imagens: Reprodução / Shutterstock

Jornal Ciência