As surpreendentes coisas que uma criança com autismo gostaria que você soubesse!

de Gustavo Teixera 0

Muitas vezes, as pessoas fazem julgamentos sobre o que percebem estar acontecendo quando as crianças se comportam de uma forma que chama a atenção.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Mas quando um jovem com autismo está lutando para lidar com o mundo, a última coisa de que precisa é de críticas, mas sim, conversa.

Estes 10 fatos refletem a experiência de uma combinação entre pesquisa e acompanhamento de crianças com autismo, a partir de uma perspectiva de uma criança autista.

1 – Veja-me por quem eu sou

Existe apenas um de mim, assim como há apenas um de você no mundo. Como você, eu tenho muitas habilidades diferentes, bem como coisas que eu acho difíceis. Só porque eu tenho autismo não significa que eu sou o mesmo que todos os outros com autismo.

Amor e aceitação da família, amigos e todos ao meu redor é a melhor maneira de me ajudar a crescer e prosperar.

2 – Eu ouço, vejo e sinto o mundo de modo diferente

Acho alguns ruídos, cheiros, gostos ou luzes estressantes, assustadores ou mesmo fisicamente dolorosos.

O toque pode sobrecarregar-me e eu posso não gostar de abraços. Mas eu posso experimentar detalhes que você pode perder e compartilhar essas coisas.

Leia alguns dos livros escritos por pessoas com autismo para saber mais sobre como o mundo pode se sentir.

3 – Quero amigos, como todo mundo

Mas meu comportamento social pode parecer diferente do de outras pessoas. Para mim, comunicação e interação não é apenas através de palavras.

Algumas crianças com autismo não usam a linguagem falada e se comunicam de forma não verbal. 

Isso pode incluir levar sua mão para o objeto que eu quero, ou olhar para algo de interesse – então me observe e aprenda minha linguagem.

4 – Meu comportamento é a minha maneira de comunicar

Se eu não consigo falar ou expressar meus pensamentos e sentimentos, posso ficar muito frustrado, triste e zangado. 

As pessoas veem meu comportamento como difícil, travesso ou deliberadamente desafiador – masé provável que seja a minha maneira de se comunicar. Não ligue para essas explosões, me ajude a dizer o que eu quero.

5 – Interaja comigo de maneiras que eu possa entender

Desacelere e me dê tempo. Seja claro sobre o que você diz, e me dê a chance de reagir – leva até 10-15 segundos para eu processar o que você diz.

Conheça meus interesses e meus modos de comunicação. E deixe meus interesses inspirarem sua comunicação comigo. Não tente assumir ou controlar nossa interação. Dê-me espaço e tempo para responder.

Quando você aprender a ouvir com todos os seus sentidos você vai perceber o quanto eu tenho a dizer.

6 – Eu vivo no aqui e agora

Eu nem sempre entendo o quadro maior para entender as coisas no contexto. Isso pode ser difícil para mim.

Mostre-me fotos e deixe-me saber o que esperar e eu posso participar em muito mais facilmente.

7 – Fico ansioso e me preocupo muito

Isto é porque eu tenho dificuldades em entender o mundo e comunicar meus pensamentos e necessidades.

A maneira como eu vejo, ouço ou sinto o mundo pode ser dolorosa, e o mundo pode ser um lugar assustador e confuso para mim. 

Quando algo acontece ou muda de repente, posso entrar em pânico. As pessoas podem pensar que estou sendo tolo, mas eu estou realmente aterrorizado.

8 – Rotina é realmente importante para mim

Porque me faz sentir seguro. Isso não significa que eu não queira experimentar coisas novas. Só preciso de mais apoio para me associar ao mundo. 

Se você me ajudar, eu posso encontrar atividades e esportes de que eu desfrute e você pode desfrutar comigo. Descubra o que ajuda a me acalmar. Se eu ficar menos ansioso, posso lidar com mais coisas.

9 – Preciso de sua ajuda para acessar o mundo e aprender

Toda criança com autismo pode aprender. Você só precisa ter tempo para entender como eu faço sentido do mundo e tornar o aprendizado relevante para mim. 

Todo mundo aprende de maneiras diferentes. Talvez eu precise mover mais e usar recursos visuais, mas eu adoro alcançar e aprender – é uma ótima maneira de me ajudar a me sentir mais confiante.

10 – Pense sobre o que eu posso fazer, não o que eu não posso

Eu sou uma pessoa inteligente, sociável, inteira. Posso estar mais interessado em determinados assuntos específicos e pegar mais detalhes, mas este é o meu interesse. 

Meu irmão pode passar horas assistindo e jogando futebol, meu amigo pode gostar de outros países, e eu gosto de falar sobre vídeos e descobrir os nomes das pessoas.

Fonte: The Conversation Fotos: Reprodução / The Conversation

Jornal Ciência